Brasil pagou R$ 2,1 bilhões a Cuba irregularmente

Por Cláudio Humberto

O Tribunal de Contas da União (TCU) investiga a transferência irregular de mais de R$ 2,1 bilhões dos cofres públicos do Brasil para a empresa cubana Cimab S/A, controlada pela ditadura, desde o ano de 2004, no governo Lula, até 2017. Do total, R$ 1,35 bilhão se refere a suposta compra do medicamento alfaepoetina humana recombinante. O acordo com a Bio-Manguinhos, da Fiocruz Vacinas, previa a transferência da tecnologia, mas isso nunca foi feito. Sem contar outras irregularidades.

Saque a descoberto

O relator no TCU, ministro Augusto Nardes, recomenda rescindir o contrato e mudar de fornecedor. Ele aponta nove irregularidades.

Cubanos tratantes

O montante investigado inclui verba da construção de um centro de produção de medicamentos no Brasil, que jamais saiu do papel.

Contrato pra quê?

O TCU diz que nem sequer há termos aditivos no contrato do Ministério da Saúde com a cubana Cimab S.A. E está sendo pago até hoje.

Sem contrapartida

Não há prestação de contas da Bio/Manguinhos de verba do Ministério da Saúde repassada a Cuba mesmo sem a transferência de tecnologia.

PT criou até 'comitê' para defender terrorista

O PT e seus “puxadinhos” criaram um “Comitê de Solidariedade” há oito anos, em defesa do bandidão italiano Cesare Battisti. A iniciativa ocorreu após o ex-presidente Lula conceder “asilo político” ao terrorista, condenado duas vezes na Itália à prisão perpétua por quatro assassinatos. Chico Alencar e Ivan Valente, do Psol, Eduardo Suplicy, José Mentor, Luiz Couto, Devanir Ribeiro e Vicentinho, todos do PT, constituíam a “bancada” de Battisti no Congresso, no governo do PT.

Movimento fraco

Ex-deputados e deputados petistas até hoje gravam vídeos em apoio a Battisti. Há até página no Facebook. Mas só tem 1.564 curtidas.

26 não são maioria

Com Eduardo Suplicy, grupo de 26 gatos pingados fez “protesto” por Battisti ano passado, na Faculdade de Direito/USP. Ninguém notou.

Reincidente

Além de matador, Battisti foi preso em flagrante por evasão de divisas e lavagem de dinheiro em outubro de 2017, tentando entrar na Bolívia.

Não se salva ninguém

O ex-ministro Antonio Palocci não livra a cara de ninguém, em sua delação sobre as malfeitorias da era Lula: “Houve desonestidade em toda a estrutura do PT e dentre todas as lideranças”.

EPL sobrevive

O governo Bolsonaro deve manter a EPL (Empresa de Planejamento e Logística), a estatal criada para fazer o trem-bala. Ficará vinculada ao ministério de Infraestrutura, que vai substituir o dos Transportes.

Cravinho na defesa

Chefe da representação da União Europeia em Brasília até há poucas semanas, o embaixador João Gomes Cravinho agora é ministro da Defesa português. E apontado como eventual futuro primeiro-ministro.

Almoços por nossa conta

Dezembro de 2017 foi o mês da história em que os senadores mais solicitaram ressarcimento de despesas no “cotão parlamentar”: R$ 2,94 milhões. Em 2018, o recorde é do mês de março: R$ 2,58 milhões.

Alô, Ministério Público

Especializados em maltratar a clientela com suas espertezas, os planos de saúde agora pagam milhões para divulgar um anúncio tentando desestimular as pessoas a fazerem exames médicos. Era o que faltava.

Como conseguem?

Continua o mistério das aéreas brasileiras. Cobram as passagens mais caras do mundo, os aviões voam lotados, mas, mesmo assim, alegam prejuízo. Principalmente no final de mês. É incompetência ou má fé.

E os 'russos'?

O presidente do PRB, Marcos Pereira (SP), diz que seu partido apoia o correligionário João Campos (GO) para presidir a Câmara. A maioria da bancada também. Mas só se o PSL o apoiar também.

Oficial da Ditadura

Esquerdopatas se derreteram com o anúncio de Cuba de que existem na ilha mais de duas mil pessoas com mais de 100 anos de idade. Os dados, claro, são muito “confiáveis”: foram divulgados pela ditadura.

Pensando bem…

…trabalho no Congresso depois dessa semana, só em fevereiro.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo