A transformação pela bicicleta

A rede Bike Anjo coloca ciclistas experientes para ajudar as pessoas a pedalar

Por Pro Coletivo

No final de outubro, o Bike Anjo – rede que trabalha para promover o uso da bicicleta, ajudando gratuitamente quem quer aprender a pedalar – participou da 1ª Conferência de Poluição do Ar e Saúde da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Genebra, na Suíça. O paulistano JP Amaral, fundador da ONG, esteve lá pra passar a mensagem de que é preciso começar a agir rapidamente para reduzir a poluição nas cidades brasileiras. “A bicicleta ajuda a transformar a vida das cidades, pode ser uma política de saúde pública para mostrar a ligação entre a atividade física e a redução da poluição do ar, um problema gravíssimo em cidades como São Paulo”, disse JP na conferência.

Foi a primeira vez na história da ONU que alguém entrou de bike na plenária geral, e esse “alguém” foi o Bike Anjo, representado pelo JP.

Bike Anjo em Londrina Bike Anjo em Londrina / Paulo Dimas

Essa rede exemplar de voluntários apaixonados pela bicicleta completa oito anos neste mês de novembro. O Bike Anjo nasceu em São Paulo, com a missão de estimular as pessoas a adotar a bike como meio de transporte.

O serviço funciona da seguinte forma: a pessoa se inscreve no site, solicitando ajuda. O pedido é analisado e um Bike Anjo se dispõe a encontrar o solicitante em seu destino, auxiliando-o nesse primeiro trajeto da casa até o trabalho, por exemplo. Para quem sabe pedalar e quer fazer parte dessa rede transformadora, também é possível se tornar um voluntário.

Hoje a rede conta com 6.864 anjos ciclistas no mundo. Estão em 708 cidades de 34 países e já atenderam mais de 19 mil pessoas, sempre gratuitamente. Projetos como o Bike na Escola (que promove a cultura da bicicleta no ambiente escolar) e a EBA (Escola Bike Anjo) estão em várias capitais brasileiras. A meta é mostrar a importância da bicicleta para a melhora da saúde tanto das pessoas quanto das cidades. Eles costumam dizer que a EBA “é para crianças de 3 a 103 anos”. Se você está dentro dessa faixa etária, pode aprender a pedalar! Como diz JP Amaral, “não há palavras para descrever a alegria de ver uma pessoa pedalando pela primeira vez”. Para saber mais acesse bikeanjo.org

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo