Beija-mão

Por Rose Guglielminetti

A eleição de Rafa Zimbaldi (PSB) para uma cadeira na Assembleia Legislativa provocou um verdadeiro beijão-mão na sessão de ontem da Câmara. Dezenas de vereadores ocuparam a tribuna ou o microfone de aparte para cumprimentar o novo deputado. Zimbaldi chegou a usar a tribuna para pronunciamento e agradeceu ao partido, aos colegas vereadores e aos militantes. “Nunca vi tanta gente trabalhar de forma voluntaria”, disse. Com 80.879 votos, ele foi o único dos seis vereadores candidatos a conseguiu a vaga. Rafa será substituído na Câmara a partir do ano que vem pelo suplente Juscelino de Souza Martins (PP), o Juscelino da Barbarense – empresário de 60 anos que teve 3.232 votos no última eleição.

Tourinho
O vereador Pedro Tourinho (PT), que também concorreu, mas ficou de fora, disse estar “muito feliz”, com seu desempenho nas urnas. Ele recebeu 28.066 votos, dos quais, cerca de 18.800 apenas na cidade de Campinas. “Foi uma eleição muito difícil, marcada pela crescente intolerância e uma avalanche de notícias falsas”, disse o vereador. “Mas tenho certeza que essa campanha fez nascer a esperança, de um país para todos; um país de pluralidade e da diversidade”, afirmou.

Rossini
O vereador Luiz Carlos Rossini (PV) – que concorreu sem sucesso a uma vaga na Câmara Federal, também disse estar satisfeito com seu despempenho nas urnas, quando obteve 11.125 votos. “Para mim, a eleição é a festa da democracia e ser candidato é participar da festa”, disse ele. “Fiz uma campanha modesta, com parcos recursos, mas fiquei muito feliz por ver como fui bem recebido nos locais onde estive”, disse.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo