Amendoim, soja e chás ajudam a baixar o colesterol 

Por Angélica Banhara
Você tem colesterol alto? Se sim, saiba que não está sozinho. O problema está na lista das 11doenças crônicas não transmissíveis que afetam cerca de 40% da população brasileira adulta. No Brasil, mais de 18 milhões de brasileiros têm colesterol considerado alto (12,5% da população). A boa notícia é que a prática regular de exercícios físicos e uma alimentação balanceada podem contribuir para o controle do problema. "Reduzir o consumo de carnes vermelhas a duas vezes na semana (no máximo), evitar frituras e embutidos, controlar o consumo de açúcar e sal, caprichar nas frutas, verduras, grãos integrais e carnes magras é o caminho para uma alimentação equilibrada”, afirma a nutricionista e fitoterapeuta Vanderli Marchiori, Idealizadora do Centro de Estudos em Fitoterapia e Saúde (Cefitos). “Pesquisas sugerem que o consumo regular de determinados alimentos e chás também ajudam na redução e controle dos níveis de colesterol”, completa. Vamos a eles.
Amendoim: “Estudos comprovaram que comer 30 gramas de amendoim sem sal diariamente pode reduzir em até 11% o nível de triglicérides e de 10% a 14% do colesterol total e LDL, considerado o colesterol ruim”, conta Vanderli.
 
Soja: as isoflavonas presentes no grão evitam a formação das placas de gordura no sangue e os fitosteróis, outro composto bioativo, ajudam a eliminar o colesterol do organismo. Suas fibras solúveis reduzem os níveis de LDL. Por isso, o FDA (órgão que fiscaliza alimentos e remédios nos Estados Unidos) recomenda o consumo diário de 25 gramas de proteína de soja (o equivalente a 100 gramas de soja cozida, um copo de leite de soja ou meia xícara de tofu). De acordo com pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), esse hábito pode reduzir de 3,5% a 6,4% do LDL e levantar a taxa do HDL  (colesterol bom) em até 10%.
Farelo de aveia: rico em beta-glucanas, fibras solúveis que têm o consumo relacionado à diminuição do colesterol ruim. Consumir 2 colheres (sopa) por dia no iogurte, na salada de frutas, na sopa.
Linhaça: o alto teor de fibras, ômega 3 e ligananas (fitoquímicos) ajudam a prevenir doenças cardiovasculares e a evitar coágulos, ao diminuir as taxas de colesterol total e de LDL e aumentar as de HDL. Consumir 1 colher de sopa da linhaça triturada por dia.
Chocolate 70% cacau: o consumo de 20 a 30 gramas de chocolate amargo por dia está relacionado à redução do mau colesterol, aumento discreto do bom e à diminuição do risco de doenças vasculares.
Folhas verde-escuras amargas: almeirão, escarola, rúcula e agrião são ricos em inulina, mais uma fibra solúvel que contribui para a redução do colesterol. Comer um prato de sobremesa por dia.
Vanderli destaca a eficácia dos chás feitos com plantas ricas em catequinas, um grupo de fitoquímicos com alto poder antioxidante que retira o colesterol do sangue e o joga para fora do organismo.
  • Chá verde (Camellia sinensis)
  • Chá preto (inclusive os prontos para beber)
  • Carqueja
  • Salsaparrilha (Smilax aspera)  ou japecanga
  • Chapéu de couro
Elas devem ser preparadas em infusão: leve 1 litro de água ao fogo e desligue quando começar a ferver. Acrescente 1 colher de sopa da erva, cubra o recipiente e deixe descansar por 10 minutos. Coe, beba e guarde o restante na geladeira. Beba de 2 a 4 xícaras por dia. Você pode misturar até 3 ervas no chá.
Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo