Distribuidoras sob suspeita de combinar preços

Por Cláudio Humberto

As distribuidoras de combustíveis, cujas margens de lucro crescem desde a greve dos caminhoneiros, agora dão sinais de cartelização. Notas fiscais obtidas pela coluna revelam a prática de preços muito parecidos. A distribuidora Ipiranga cobrou de postos de Brasília, em 27 de julho, R$ 3,2740 pelo litro de diesel comum, valor apenas dois milésimos de centavo maior que o da BR Distribuidora em 1º de agosto: R$ 3,2742. A diferença mínima pode evidenciar preços combinados.

Por que cartel é crime
Fora do cartel, a distribuidora Total, que tem como sócia a Petrochina, cobra 17 centavos menos que a BR e Ipiranga pelo diesel comum.

Tutti buona gente
A estatal BR Distribuidora e a Ipiranga, para além da Raízen/Shell, são investigadas por práticas criminosas contra a livre concorrência.

Lucros subsidiados
Além de praticar a mesma margem de lucro abusiva, a BR Distribuidora se beneficia dos subsídio mensal de R$ 700 milhões do governo.

Boca de siri
A coluna pediu explicações à BR para a “coincidência” de preços, mas não houve resposta. E não conseguiu contato com a Ipiranga.

São falsos 20% dos seguidores de Lula no Twitter
Levantamento com a ferramenta Twitter Audit, que faz uma auditoria no microblog, revela que são falsos (ou “fake”) pouco mais de 20% dos seguidores do perfil oficial no Twitter do ex-presidente preso por corrupção, o @LulaOficial: mais de 68 mil dos 328 mil seguidores do petista. Perde para outra petista, Dilma Rousseff, cujo perfil foi “engordado” com 1,8 milhão (30%) de seguidores fajutos no Twitter, do total de 6,02 milhões.

‘Pelo Brasil’ no lixo
O PT mudou o perfil de Lula no Twitter. Descartou @LulapeloBrasil (lançado em 2014) e adotou @LulaOficial.

Conservadores fake
O líder de pesquisas para presidente, Jair Bolsonaro (PSL) tem ainda mais seguidores falsos no Twitter: 282 mil, 24% do total.

Tucano é recordista
Geraldo Alckmin (PSDB) tem a pior proporção de perfis falsos no Twitter: 36% do total. São 353 mil “seguidores” em 965 mil declarados.

Mico pigmeu
Pagaram mico os “dissidentes” do MDB, que ficaram contra Henrique Meirelles para bajular Lula, o presidiário: não passaram de 62 dos 419 votantes, 14% do total. Viraram “pigmeus”, como definiu Temer.

Meirelles agradou
Agradaram aos meios políticos o discurso e o slogan do ex-ministro da Fazenda do governo Michel Temer: #ChamaOMeirelles. Foi a estreia na campanha do marqueteiro Paulo Vasconcelos, ex-Aécio Neves.

Bolsonaro fora
Apesar da liderança de Jair Bolsonaro nas pesquisas, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, aposta em segundo turno entre o candidato do PT, seja quem for, e Geraldo Alckmin (PSDB), na disputa pelo Planalto.

Regras três
É improvável que a senadora Marta Suplicy (MDB-SP) aceite ser a vice de Meirelles, mas, se isso acontecer, o ex-deputado Marcelo Barbieri deve assumir sua vaga no partido como candidato ao Senado.

Procuradores na política
A associação dos procuradores (ANPR) foi ao STF contra a regra constitucional que impede a classe de se filiar a partidos e disputar eleições. E pediu cautelar para autorizá-los a concorrer já em 2018.

Mau comportamento
Mais um figurão petista barrado na eleição. Acusado de crime de improbidade, o ex-governador do Mato Grosso do Sul Zeca do PT teve os direitos políticos suspensos e declarado inelegível pela Justiça.

Máfia do PT
O Ministério Público Federal em São Paulo, que denunciou a máfia da merenda tucana, acusa o ex-prefeito de Guaíra Sérgio de Mello (PT) e mais seis por fraudes na merenda das escolas do município.

País da Cerveja
Estudo da Cuponation com o Deutsche Bank merece destaque no Dia Internacional da Cerveja, celebrado nesta sexta (3). Mostra que o brasileiro gasta em média 14% do salário consumindo a bebida.

Pensando bem…
…os recessos do Legislativo e do Judiciário acabaram ontem, mas quase ninguém percebeu.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo