Planalto avalia extinção do Ministério do Trabalho

Por Cláudio Humberto

O Planalto não bateu o martelo, até porque o governo está na reta final, mas a extinção do Ministério do Trabalho ou fusão a outro ministério tem sido avaliada, segundo fontes ligadas ao “núcleo duro” do governo, em razão da sua inutilidade e por haver virado uma “loja” onde se compraram registros sindicais, concentrando no Brasil 92% de todos os sindicatos do mundo. Hoje, o ministério apenas divulga dados mensais de emprego (Caged), o que pode ser feito até por uma ONG.

Agências fiscalizadoras
As delegacias do Trabalho podem ser transformadas em agências de fiscalização e auditoria, sem qualquer prejuízo aos trabalhadores.

Previdência acabou, sabia?
Ministério bem maior e mais relevante, o da Previdência foi absorvido pelo Ministério da Fazenda sem prejuízo ao sistema previdenciário.

Histórico de escândalos
No governo Dilma houve duas operações de combate à corrupção no Ministério do Trabalho, controlado pela turma do PDT de Carlos Lupi.

Empregou, dançou
O atual ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, parecia nome adequado até aparecerem as autuações trabalhistas de que foi alvo.

Cartões do governo já torraram R$ 186,4 milhões
Até agora este ano a conta dos cartões do governo ultrapassou os R$ 186,4 milhões. Esse valor equivale à soma dos três tipos de cartões do governo: o cartão de pagamento, que são os “cartões corporativos” e bancaram até tapioca e motel de ministros dos governos do PT; o cartão da Defesa Civil, utilizado por municípios em situações de emergência; e o cartão de Compras Centralizadas, que serve para compras grandes, como passagens, material de construção etc.

Quase 5 mil
São “apenas” 4.844 portadores de cartões de pagamento do governo federal. Em média, cada um gastou cerca de R$ 38,5 mil desde janeiro.

Gastos oficiais
O próprio governo federal divulga que os gastos com cartões este ano representam cerca de 0,01% de todos os gastos oficiais.

Nosso dinheirinho
O Ministério do Planejamento ultrapassou a Presidência e é o que mais torrou grana com cartões. É responsável por 23,75% dos gastos.

O PT já sabe
Todas as manobras possíveis já foram tentadas pela defesa de Lula para anular ou suspender a execução da sentença que o petista cumpre, já confirmada em segunda instância. Isso torna ainda mais distante a suposta “candidatura”, que só tem o apoio do… PT.

Meu nome é Jair
Em Brasília, o tempo de TV reservado ao PSL de Jair Bolsonaro corresponde ao dobro do que o partido dispõe na campanha nacional: 7 segundos ao dia. Na campanha presidencial, 4 segundos.

Aleitamento materno
O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, lança nesta sexta (27), sua nova Campanha de Aleitamento Materno, dentro da Semana Mundial da Amamentação. O evento será transmitido nas redes sociais.

Solidariedade tucana
Apesar da posição contrária ao imposto sindical obrigatório, Geraldo Alckmin vai participar da convenção nacional do Solidariedade no dia 28, em São Paulo. O partido deve apoiar o tucano para presidente.

BNDES desembolsa
O BNDES desembolsou R$ 27,8 bilhões nos seis primeiros meses de 2018, contra R$ 33,5 bilhões, ano passado. Este ano, os pedidos de financiamentos junto ao BNDES já somam R$ 49,7 bilhões.

‘Burrocracia’ brasileira
No Reino Unido, se o primeiro-ministro for morto, cassado ou renunciar, o maior partido do Parlamento indica outro PM. Existe um vice (deputy PM), que nunca assume. No Brasil, o presidente viaja e é substituído.

Maceió city
O Aeroporto de Maceió encerrou o primeiro semestre de 2018 com crescimento de 148% na movimentação de passageiros internacionais, em relação a 2017. Foram mais de 14 mil embarques e desembarques.

Sem alarde
Foi marcada pela Justiça de Minas Gerais para 8 de agosto, às 9h, a audiência de conciliação entre o poder público e os responsáveis pela tragédia de Mariana (MG): Samarco, BHP Billiton e Vale S.A.

Pensando bem…
…a Copa acabou, o recesso do Judiciário está chegando ao fim e o Legislativo deve ter um mês muito produtivo. Mas depois, só em 2019.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo