Um balanço da Comic-Con de San Diego

Por Omelete

Na sua edição de número 30, a Comic-Con de San Diego acabou enfraquecida pela falta de material novo dos estúdios.

A Marvel Studios não fez seu show habitual, com atores, diretores e seu presidente falando dos filmes que serão lançados no futuro, limitando-se a mostrar figurinos antigos no seu estande.

A Fox decidiu esconder qualquer material de sua franquia mutante, não mostrando novidades nem de “X-Men: Fênix Negra”, nem de “Novos Mutantes”.

A única franquia da Marvel presente era Homem-Aranha, com a animação do Aranhaverso e o longa do Venom, ambos com apresentação de material exclusivo.

Com caminho livre, quem brilhou foi a Warner. Em seu painel, mostrou trailers novos de “Godzilla: Rei dos Monstros”, “Animais Fantásticos 2” e os filmes da DC: “Mulher-Maravilha 1984”, “Aquaman” e “Shazam!”. Atores subiram ao palco e divertiram o público com piadas, segredos de bastidores e um show de tecnologia, com pulseiras que iluminavam de acordo com o conteúdo.

Quem também chamou a atenção do público foi o trailer de “Vidro”, continuação de “Corpo Fechado” e “Fragmentado”, encerrando a trilogia de super-heróis criada por M. Night Shyamalan.

Se nos últimos 18 anos o evento se beneficiou da presença maciça dos estúdios e seus astros, acabou sofrendo nesta edição pelas suas ausências.

Frase da semana

“Não vou falar deste assunto até eu ver os olhos dos fãs. Com todo o respeito, eles são as pessoas com quem quero falar primeiro” – Andrew Lincoln se recusa a falar de sua saída de ‘The Walking Dead’

Nerdômetro

Sobe: “Breaking Bad” – A série celebrou 10 anos com painel reunindo todo o elenco e o criador da série “Vince Gilligam”, que também participou da promoção de “Better Call Saul”

Desce: Marvel – Além de não levar novidades de seus filmes, o estúdio ainda perdeu o diretor de “Guardiões da Galáxia”, James Gunn, demitido após polêmica de mensagens antigas em rede social.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo