Doenças de inverno

Por Edimilson Migowski

Com a chegada do inverno, a temperatura fica mais baixa e, consequentemente, aumentam as doenças respiratórias em todas as pessoas, principalmente em bebês. Com isso, a estação mais fria do ano sempre gera preocupação nos pais, que costumam ter várias dúvidas e tentam tirar em diversas fontes.

As crianças com até 5 anos de idade são mais propensas a ter problemas respiratórios nesta estação do ano, pois suas defesas imunológicas ainda não estão formadas completamente. Daí se recomenda tomar várias vacinas importantes, entre elas a que previne contra a gripe (influenza).

charge gripe André Ayres/Metro

Doenças mais comuns                    

As doenças de inverno mais comuns são as que atingem a garganta e o aparelho respiratório. Seus alvos preferidos são as vias respiratórias superiores (o nariz), a garganta, os ouvidos e os pulmões. Se tratadas adequadamente, essas doenças não têm maior gravidade, embora possam trazer grande desconforto. Em geral, secreções amareladas ou muito espessas, febre alta, dores fortes na cabeça ou no peito e dificuldades respiratórias indicam a necessidade de tratamento de emergência, muitas vezes com hospitalização.

As principais doenças de inverno são: alergias, asma, bronquite, faringite, gripe, laringite, resfriado, pneumonia, rinossinusite.

Prevenção               

De uma maneira geral, alimentação adequada, hidratação, atividade física e uma boa noite de sono são recomendadas para fortalecer o corpo e prevenir-se de doenças. Também é aconselhável evitar o consumo de bebidas alcoólicas e de cigarro.

E tomar banho gelado no inverno? Aumenta as chances de ficar doente? Para descobrir, não perca o programa Fique bem, no próximo sábado, às 11h30, na TV Band. Siga o Instagram @fiquebemoficial. Fique bem, cuide-se bem!

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo