Eunício Oliveira pressionado a criar CPI da ANS

Por Cláudio Humberto

O novo aumento abusivo nas mensalidades dos planos de saúde e a invenção perversa de “franquias” e “coparticipação”, autorizados pela Agência Nacional de Saúde (ANS), aumentaram a pressão sobre o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), para instalar a CPI para investigar a situação. Assinado por quase metade dos senadores, o requerimento de criação foi entregue há 20 dias e pode ser lido hoje.

É para já

Autora do pedido, a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) pede urgência na leitura do requerimento e a instalação da CPI antes do recesso.

O tempo urge

A comissão investigará em 180 dias, prorrogáveis, as decisões camaradas da ANS sempre favoráveis aos planos de saúde.

Abuso chancelado

A ANS autorizou aumento de 10% nas mensalidades, retroativo a maio. Corresponde a quase quatro vezes a inflação desde o último aumento.

O dinheiro ou a vida

A ANS também criou as franquias. Com isso, apesar das mensalidades nas alturas, o usuário terá de pagar parte do tratamento.

Telebrás será processada
por entregar satélite

A diretoria da estatal Telebrás deverá responder ações do Ministério Público Federal (MPF), nos âmbitos cível e criminal, por improbidade administrativa, em razão da entrega do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) brasileiro a uma empresa americana, Viasat Inc, sem licitação. O satélite, lançado com sucesso em maio do ano passado, custou R$ 2,8 bilhões ao Brasil.

Ainda não levou

Apesar da entrega, os americanos não podem usar o satélite: várias decisões da Justiça, inclusive do Supremo, suspenderam o contrato.

Raposa na gestão

É até chocante: comunicações secretas e estratégicas do governo e das Forças Armadas passarão pelo satélite entregue a outro país.

Ficou mais fácil

O Wikileaks acusou o serviço secreto dos EUA de espionar a então presidente Dilma. Com o satélite, a espionagem será facilitada.

PSD resiste a Alckmin

Geraldo Alckmin tem o tempo de TV do PSD, mas sua bancada, que tem votos na Câmara e nas urnas, deixou claro em reunião nesta terça, na liderança do PSD, que não quer apoiar o tucano para presidente.

Deputados querem Afif

Os deputados federais do PSD pediram reunião com seu presidente,  ministro Gilberto Kassab, para reavaliar a posição do PSD na disputa presidencial. A tendência deles é apoiar Guilherme Afif, e não Alckmin.

Estratégia estranha

Apesar das derrotas, a defesa de Lula continua hostilizando quem vai julgar o ex-presidente. Após inúmeras ofensas ao juiz Sérgio Moro, agora ataca o ministro Edson Fachin (STF). Estratégia brilhante.

Delinquência rica pode

A mesma imprensa que expôs nome e local de trabalho dos torcedores que fizeram brincadeira de mau gosto com mulheres russas tratou ontem de esconder os rostos dos criminosos e as placas dos carrões e motos que disputavam racha a 300 km/h, em rodovia de Ribeirão Preto.

Quase parando

O presidente Michel Temer disse que reformar a Previdência será uma tarefa do sucessor, e garantiu que seu governo não ficará parado nesta reta final. O problema é que está devagar demais, quase parando.

Proteção seletiva

O Senado deve votar nesta quarta as regras para proteção de dados pessoais nas redes sociais. Faltou incluir punição para funcionários de empresas fora da internet que vendem “cadastros” para telemarketing.

Acidentes fatais

Boletim do Ministério da Saúde mostra que o número de acidentes fatais em transportes relacionados ao trabalho é o menor desde 2008: 1.393. Em 2012, foram 1.937 mortes.

Parece que foi ontem

Em julho de 2014, explosão da Lava Jato, políticos petistas apostavam no desinteresse dos partidos em tocar a CPI da Petrobras. O problema, especialmente para o PT, é que a Lava Jato nunca precisou da CPI.

Pensando bem…

…o mundo viverá nestas quarta e quinta uma crise coletiva de abstinência de Copa do Mundo.

claudio humberto Arte / Metro Jornal
Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo