Anac faz vista grossa sobre aviação experimental

Por Cláudio Humberto

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) parece só ter olhos para beneficiar empresas aéreas: não revela qualquer preocupação com os acidentes envolvendo aeronaves “experimentais”. São aeronaves fabricadas pelo dono ou compradas aos pedaços, no caso de “leves esportivas”. O voo é por conta e risco. A Anac exige apenas sobrevoar áreas pouco povoadas e colocar placa no avião citando o risco.

Índice preocupante

Uma associação de vítimas, Abravagex, contabilizou mais de 2.200 ocorrências envolvendo aviões amadores entre 2009 e 2015.

Proliferação amadora

Nesses seis anos, o número de aeronaves experimentais subiu 43,6% e correspondem a um em cada quatro aviões registrados na Anac.

Menos mal

A Anac informa haver criado normas técnicas para aeronaves. Já sobre aviões montados em garagens, fica tudo como está: cada um por si.

Causa e efeito

Para a Abravagex, os acidentes fatais decorrem da falta de regulamentação para “favorecer interesses econômicos privados”.

Enterro do imposto sindical é derrota do atraso

O sepultamento do imposto obrigatório no Supremo Tribunal Federal é vitória do trabalhador contra oportunistas que fizeram da sindicalização um lucrativo negócio, que fez surgir no País as atuais 17.289 entidades criadas para se habilitar ao “bolo” anual de R$ 3,5 bilhões. Dinheiro mais fácil não há, e sem qualquer obrigação de prestar contas. Com isso, o Brasil concentra hoje 91% dos sindicatos existentes no planeta.

Acordo pago?

As entidades alegaram que o fim do imposto compromete a negociação dos acordos coletivos. Como se precisassem de algo além de diálogo.

Vende-se

Investigadores descobriram as negociatas envolvendo cartas sindicais. Cada uma era negociada no “mercado” entre R$200 mil e R$4 milhões.

Caixa-preta

Foi Lula, preso por corrupção e lavagem de dinheiro, quem vetou a lei estabelecendo a obrigação de os sindicatos prestarem contas ao TCU.

Dinheiro pelo ladrão

As distribuidoras de combustíveis ganham tanto dinheiro, com seus privilégios no Brasil, que a suíça Glencore, gigante mundial, maior que a Vale, comprou a ALE, principal empresa do setor. Eles mantêm os valores em segredo. Certamente para não provocar perplexidade.

Visita ilustre

O vice primeiro-ministro do Vietnã, Vuong Dinh Hue, será recebido com pompa, nesta segunda (2), com direito a audiência com o presidente Michel Temer, assinatura de atos e coquetel no Palácio Itamaraty.

Vietnã bombando

O comércio do Brasil com o Vietnã cresceu tanto que hoje é maior do que os negócios com o Peru, por exemplo: de US$29 milhões em 2001 pulou em 2017 para seu melhor resultado histórico: US$3,9 bilhões. O Brasil é o principal parceiro comercial do Vietnã na América Latina.

Incoerência, Parente

Na BRF, dona da Sadia e Perdigão, Pedro Parente pôs à venda três operações do grupo no exterior. Ora, ora. Poderia ter elevado o preço do frango “segundo a cotação internacional” como fez com a gasolina…

UnB especula

A Universidade de Brasília choraminga falta de recursos, mas não utiliza seu rico patrimônio para financiar as próprias atividades. A UnB especula com quadras inteiras no Plano Piloto, área mais valorizada da cidade. No total, a universidade acumula 1747 imóveis em Brasília.

Flagrante de absurdo

Servidora do governo do Pará foi à Copa com o marido, presidente da Federação de Futebol, e deixou o ponto assinado para os dias de ausência. A última assinatura é datada de sexta passada, 29. Nesta segunda (2), de volta, ela terá um reencontro com a realidade.

Como foi o caso

Falam mal do ministro Gilmar Mendes, mas ele arquivou inquérito contra Aécio Neves a pedido da Polícia Federal, depois de haver prorrogado as investigações e aguardar por dois meses a análise da PGR.

Por alternativas

A semana de trabalho no Congresso começa nesta terça com reunião, às 09h30, da comissão de deputados e senadores que analisa medida provisória que institui um mico: a tabela do frete de cargas.

Pensando bem…

…entre feijoada e taco, cachaça e tequila ou sambistas e mariachis, quem ganha é a festa.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo