Nova opção de investimento

Por Guilherme Machado

Você já ouviu falar em LIG?

Se você tem o interesse em investir no mercado imobiliário precisa ficar atento ao assunto. LIG é a sigla para Letra Imobiliária Garantida, uma nova modalidade de título de renda fixa que vem para complementar as fontes de financiamento para o crédito imobiliário.

Porém, antes de apresentar as vantagens da LIG, é importante destacar que os títulos de renda fixa são aqueles cujo rendimento é conhecido previamente (juro prefixado) ou que depende de indexadores (taxa de câmbio ou de inflação, taxa de juros, etc.).

Essa característica dos títulos de renda fixa torna a LIG mais atrativa para os investidores com perfil mais conservador ou que estão começando a diversificar as formas de aplicar seu dinheiro.

Entre os principais benefícios da LIG está a garantia dupla: a aplicação envolve não só o patrimônio da instituição emissora do título, mas também é coberta por uma carteira de crédito imobiliário que é separada da instituição emissora. Isso quer dizer que em caso de falência da instituição emissora, o investidor da LIG estará resguardado pela carteira de crédito – que irá honrar com o pagamento do rendimento da aplicação, uma vez que essa carteira não pode ser usada para quitar outras dívidas.

De acordo com a Lei, a LIG poderá ser emitida por bancos múltiplos, bancos de investimentos, sociedades de crédito, companhias hipotecárias, bancos comerciais, associações de poupança e empréstimo, e caixas econômicas.

Outra importante vantagem é que a LIG é isenta de Imposto de Renda para Pessoa Física. Porém, um ponto que precisa ser avaliado com cautela é que investidores que buscam por liquidez imediata ou em um curto prazo não encontrarão nessa modalidade uma boa opção. Isso porque a LIG tem prazo mínimo de 2 anos para o pagamento do rendimento e carência de 12 meses para resgate.

Embora já esteja autorizada por lei, a LIG ainda não está em vigor, mas a expectativa é que fique disponível para o investidor neste ano, uma vez que só depende da regulamentação do Banco Central.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo