Chás que aumentam a imunidade e combatem gripes e resfriados

Abril é o mês: com o outono em curso e manhãs e noites mais frescas começam os espirros, as gripes e os resfriados. E a história do chá de alho da vovó para resolver o problema não é lenda. “Existem chás e extratos naturais que são muito eficientes tanto para aumentar a imunidade como para tratar os sintomas de resfriados e gripes”, diz Vanderli Marchiori, nutricionista, fitoterapeuta e presidente da Associação Paulista de Fitoterapia (que estuda as plantas medicinais e suas aplicações na cura das doenças).

A seguir, os eleitos para enfrentar a temporada.

Chá de gengibre: anti-inflamatório natural, o gengibre mata bactérias, fungos e vírus, melhora o sistema imunológico e é mucolítico (dissolve o muco e melhora a expulsão do catarro).

Chá de guaco: alivia a tosse e auxilia a respiração. Tem propriedades broncodilatadoras, expectorantes, antiasmáticas e anti-inflamatórias.

Chá de alho: rico em substâncias que aumentam a função do sistema imunológico como um todo e combate vírus, bactérias e vários fungos. 

Extrato de própolis: produzida pelas abelhas a partir do pólen das plantas, a própolis é um dos mais eficazes anti-inflamatórios. Rica em bioflavonóides, tem ação antioxidante e bactericida. Sugestão de uso: 15 a 20 gotas diluídas em um pouco de água.

Extrato de Cedera helix: melhora a respiração, pois é expectorante e mucolítico (ajuda na expulsão do catarro). Sugestão de uso: 10 a 15 gotas por dia diluídas em água.

Você encontra as folhas secas de guaco em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação. Os extratos estão à venda em farmácias (crianças de 2 a 7 anos só devem tomar com recomendação médica).

chá

Para fazer o chá:

Ferva 1 litro de água, acrescente 1 colher (sopa) de guaco, alho picado ou gengibre picado (pode misturar os três ingredientes) e mantenha a fervura por mais 5 a 8 minutos. Desligue o fogo e abafe. Coe e beba morno. Recomendação: 500 ml por dia, durante 10 dias. 

"O ciclo do vírus da gripe dura de quatro a 10 dias. Mesmo que os sintomas desapareçam antes, o vírus ainda está lá, então, continue tomando os chás e os extratos”, diz Vanderli.