Spielberg e a moda

Por Alexandra Farah

A personagem Cher Horowitz, de “As Patricinhas de Beverly Hills” (Clueless, 1995), está na moda não só pelo xadrez amarelo, que voltou com tudo, mas também pelo seu closet futurista que tinha um computador que a ajudava a montar os looks.

Mais de 20 anos depois, a moda procura desesperadamente respostas na tecnologia para seus problemas nada glamourosos. Do fio ao descarte da roupa, todos os processos da indústria precisam ser revistos através de máquinas inteligentes e propósitos de uma nova economia, conectada e sustentável. Neste cenário, o corpo (pele, roupas e acessórios) passa a ser foco e suporte de tecnologia de ponta.

Para Steven Spielberg em “Jogador Nº 1”, que estreia nesta quinta-feira (29), no ano de 2045 o óculos de realidade virtual está no centro de tudo e tem o poder de nos transportar para outra realidade. Objeto de ficção científica ou novo meio de experiência humana? Veremos. Uma coisa é certa: tênis, xadrez e jeans rasgado foram moda em 1990, são hoje e serão em 2045!

Coluna Ale Farah 29 de março de 2018
Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo