Itamaraty humilha diplomatas isolados em porão

Por Cláudio Humberto

O Ministério das Relações Exteriores oficializou como Gaoa (Grupo de Apoio Operacional e Logístico) o que antes existia apenas no anedotário do Itamaraty como “DEC (Departamento de Escadas e Corredores)”, para onde são despachados diplomatas malquistos pela cúpula, com a maior pinta de desterro. Funciona no porão do anexo 2, conhecido por “Bolo de Noiva”, onde o lixo se acumula, não há água, telefone ou extintor de incêndio e lâmpadas estão queimadas.

Parece até vingança

O Itamaraty juntou no porão do Bolo de Noiva embaixadores do melhor nível com colegas que têm má fama e, inclusive, extensa ficha policial.

Desperdício

Asilaram no Gaoa os embaixadores Antonio Pedro e Patrícia Lima, após cinco anos no Sudão. Também fizeram elogiado trabalho no Kuait.

Intelectual desterrado

Carlos Henrique Cardim, um dos mais respeitados intelectuais do Itamaraty, também acabou no porão do Bolo de Noiva.

Justiça do Trabalho dá ‘loteria’ a vendedor de bingo

Um vendedor de bingo de Maceió está prestes a ganhar um dos maiores prêmios de loteria do mundo: quase R$ 80 milhões garantidos por uma das ações trabalhistas mais absurdas da História. Apesar do contrato de vendedor autônomo, que ele próprio anexou ao processo, o vendedor de cartelas de bingo teve o vínculo empregatício (de apenas 18 meses) ordenado por uma juíza, que ainda condenou a empresa Promotora e Incorporadora Ltda a pagar indenização por “dano moral”.

Qualquer coisa, tamos aí

Pessoas muito próximas do ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), têm tido a preocupação de afirmar a jornalistas que ele “não é candidato a presidente”, apesar de ninguém falar nisso.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo