Choque de gestão

Por Rose Guglielminetti

Vice-líder de governo na Câmara, o vereador José Carlos Silva (PSB) parece ter perdido a paciência com a gestão Jonas Donizette (PSB). Na sessão de ontem, ele foi à tribuna e apelou para o que chamou de “choque de gestão”.  Disse que o prefeito tem de colocar os secretários para trabalhar. “É preciso que o prefeito dê uma chacoalhada no secretariado”, afirmou.

“Os secretários precisam arregaçar as mangas e fazer o que é o dever deles, porque estamos abandonados”, acrescentou. Para ele, a falta de dinheiro não pode ser usada como desculpa, “já que a arrecadação cresceu muito e tivemos aumento de IPTU, taxa de lixo”, argumentou.

Zé Carlos, no entanto, fez um mea culpa . “Mas isso eu não posso reclamar, porque eu mesmo acabei votando nos aumentos”, reconheceu.

Lobos e Ovelhas

Os vereadores Nelson Hossri (Podemos) e Tenente Santini (PSD) são de partidos diferentes, mas elegeram ontem, um inimigo em comum: o secretário de Transportes, Carlos José Barreiro. Os dois ocuparam boa parte da sessão, para cobrar Barreiro em diversas frentes. Na semana passada, Hossri  foi duro e chegou a pedir a exoneração do secretário, a quem responsabiliza por erros em programas como o dos parklets; na aplicação de multas noturnas e pela regulamentação dos aplicativos, que considera equivocada. Ontem reiterou as críticas.

Santini, por sua vez, quis saber o destino dos recursos provenientes das multas e responsabilizou a pasta por falta de investimentos em programas de melhoria de trânsito. Por fim, pediu a convocação do secretário e lançou um alerta aos colegas da base de governo. “Eu sei que não vai passar (o requerimento de convocação), mas é preciso lembrar que, quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha”, alertou.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo