Natal: O que celebrar?

O nascimento de Jesus é a razão religiosa e a base de toda  a tradição do Natal. Fico por vezes perguntando por que ou até o que fazem as pessoas nesta época (e somente nesta época) se tornarem mais caridosas, generosas e até mais tolerantes umas com as outras. As avaliações e as análises de vida e carreira também começam neste período, mas infelizmente, em muitos casos, não passam do próximo ano para serem esquecidas.

No meu caso, seja como professora, seja como diretora da Selecta, coach e até como mãe, o que mais faço o ano todo é desafiar as pessoas a pensarem e/ou a repensarem sobre suas escolhas e decisões.  Criar uma inquietação de modo que, mesmo não provocando uma mudança importante, possa  tirá-las do lugar comum.

Vou, então, aproveitar e convidar vocês hoje a responderem a algumas perguntas:

1- Qual sua maior conquista até agora?

2- Se morresse hoje, o que iriam falar sobre você?

3- O que você deixa para este mundo? Qual a sua contribuição?

4- Quais são seus valores?

Para responder e, claro, para refletir para o próximo ano, é preciso responder à última e mais importante pergunta: O que vou manter, pois deu certo, e o que vou parar de fazer, pois não funcionou?

No Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, a pergunta é: “Que amanhã quer deixar?”. E depois vem a afirmaçã: “O amanhã começa hoje”. Ou seja: lance-se já numa atitude de colocar em prática seus projetos, fazer acontecer, realizar seus sonhos.

Responda a essas perguntas e prepare para definir seu propósito de vida.

Na semana que vem, você vai ter oportunidade de se aprofundar um pouco mais nessa temática com o último texto do ano.