O desafio

Por Alexandra Farah

O desafio: criar um wearable dispositivo tecnológico usado como vestuário – viável de ser produzido em escala pela C&A. O time: 40 makers, entre engenheiros, programadores e estilistas, foram selecionados pelo wearbrasil.com entre mais de 200 inscritos. O cenário: o Cassino da Urca, onde hoje é a escola IED Rio. O clima: criatividade na veia, tensão e festa.

O mais difícil, entre tantas protótipos interessantes, foi decidir o vencedor: um case de tecido que carrega celular por indução, com energia captada do sol. Perfeito para um país solar como o Brasil! Quantas vezes a gente fica sem bateria e o sol aqui é gratuito e abundante o ano inteiro, né não?

No segundo e terceiro lugares ficaram, respectivamente, os projetos da Cycle Jacket e o Sound Jacket. O primeiro utiliza censores de movimento e tiras de LED costurados na jaqueta para que os movimentos do ciclista acendam luzes de alerta.

Já a Sound Jaquet cria uma experiência sonora em 3D, para ouvir som e sem perder contato com o som ambiente. Por meio do bluetooth, o celular ficará ligado a quatro speakers acoplados ao capuz da roupa.

Também foram apresentados uma camisola para grávida que capta os batimentos cardíacos do bebê, uma camiseta bot responde perguntas das crianças através da inteligência artificial Watson da IBM, uma pochete inteligente carrega o celular através da captação de energia solar, um top, desenvolvido por um grupo de engenheiros e estilistas da Colômbia, que memoriza os passos de dança.

O futuro é hoje! Para mais fotos, no Instagram #hackathonwearcea

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo