Eventos em praça dividem moradores de Ipanema

A realização de eventos dentro da Praça Nossa Senhora da Paz tem gerado polêmica no bairro de Ipanema. A Associação de Moradores alega que as barracas derrubam em 40% o faturamento do comércio estabelecido nos arredores da praça e pede o fim das autorizações da prefeitura. Já houve reuniões com o Superintendente da região, Marcelo Maywald. Porém, há moradores do bairro e de fora que tem gostado dos eventos por trazer movimento para o local. Dizem que praça frequentada se mantém viva e segura.

De volta

Eduardo Paes está à procura de um apartamento na Zona Sul para morar. O ex-prefeito acaba de voltar dos EUA e foi visto visitando imóveis desocupados em prédios de São Conrado.

Desperdício do nosso dinheiro

No Rio, o INSS gasta mensalmente R$ 588 mil reais com aluguéis de prédios, salas comerciais e lojas que abrigam a estrutura do órgão. São 45 imóveis em 35 cidades do estado. Só na capital, o instituto aluga cinco endereços ao custo de R$ 168 mil por mês. Ao mesmo tempo, a Previdência Social mantém quatro andares comerciais do Edifício Cisne Branco, na Rua Visconde de Inhaúma, no Centro, totalmente desocupados e paga R$ 22 mil em condomínio mensal. Vizinhos do prédio garantem que a situação de abandono já dura 20 anos.

Daqui não saio…

A operação integrada de segurança ontem com mais de 3 mil homens não atrapalhou o funcionamento dos lava-jatos na Rua Visconde de Niterói, em frente à Mangueira. Aconteça o que acontecer, estão ali sempre furtando água e luz em plena luz do dia.

Dois pesos, duas medidas

Cabral já foi pego com alimentos proibidos, tentou forjar uma doação de cinema para o presídio de Benfica e agiu com ironia ao ser abordado por promotores numa vistoria. Mesmo assim, não é punido pela Secretaria de Administração Penitenciária. Enquanto isso, Garotinho foi rapidamente penalizado com a acusação de ter se auto lesionado dentro da cela.

Pegou

A obrigatoriedade do uso de faróis acesos de dia nas estradas completou um ano recentemente. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, diz estar ajudando a reduzir os acidentes. É só observar em qualquer estrada do país e reparar que os motoristas aderiram em sua grande maioria.