Curta as oito melhores piadas curtas de dezembro!

Bom dia caros e inflacionados leitores, Colunáticos no ar!

Ao chegar o fim do ano, saudemos aquele que veio ao mundo só para nos salvar: o décimo-terceiro salário!


E para salvar também suas risadas, separamos as oito melhores piadas curtas do mês, só para vocês!

1. – Oi gata, quer namorar comigo? 

– Você trabalha? 

– Sim, meu patrão é o Silvio Santos! 

– Nossa… Você trabalha no SBT? 

– Não gata… trabalho vendendo Jequiti mesmo!

2. A mulher chega em casa 3h da madrugada bêbada e o marido pergunta: 

– Você esqueceu que é casada? 

– Esqueci, fui lembrar 2h45 e voltei correndo!

Mulher sincera é outro nível! 

3. A loira vai fazer curso de catequese, na igreja… Numa das aulas o padre lhe pergunta: 

– Quem foi o primeiro homem? 

E a loira: 

– Ah, professor… eu prefiro não dizer!

4. O Juquinha, meio com medo, pergunta:

-Professora, alguém pode ser castigado por algo que não fez?

-Não, Juquinha, nunca!!!!

-Obaaa!!! Estou livre, não fiz a lição…

5. O marido liga pra casa e quando a mulher atende, ele fala:

-Oi querida. Que tal se eu levar uns amigos para jantar em casa esta noite?

-Acho ótimo, meu bem. Terei muita satisfação em preparar um jantar para eles.

-Queira me desculpar, senhora… Acho que liguei pro número errado.

6. No tribunal, um julgamento de uma mulher que havia espancado o marido, o Juiz pergunta:

-O que foi que seu marido lhe disse logo que acordou naquela manhã e que a deixou louca de raiva? 

-Ele perguntou: Cláudia, meu amor, como você está hoje? 

-E por que você ficou tão irritada com uma simples pergunta? 

-Meu nome é Paula!

7. Dois colegas conversam em um bar. 

-Cara, no dia das mães, dei um jaguar para a minha sogra. 

-E aí? Ela gostou? A velha ficou muito emocionada? 

-Você nem imagina quanto. Precisava ver a cara dela quando eu abri a jaula.

8. Marido e mulher estão tomando cerveja num barzinho. Ele vira pra ela e diz:

– Você está vendo aquela mulher lá no balcão, tomando whisky sozinha? Pois eu me separei dela faz sete anos! Depois disso ela nunca mais parou de beber.

A mulher responde:

– Não diga bobagens. Ninguém consegue comemorar durante tanto tempo.