Gabriel Medina pode elevar nível de relevância do surfe no país

Por fabiosaraiva

colunista fabio-brancatelliEsportes individuais conquistam a atenção em massa do brasileiro quando ganham representantes nacionais competitivos, automaticamente promovidos a ídolos.

Foi assim no tênis, com Guga Kuerten. Na Fórmula 1, com Fittipaldi, Piquet e Senna. No boxe, com Adílson Maguila. Na natação, com César Ciello. Na ginástica, com Daiane dos Santos e Diego Hypólitto. E mais recentemente no MMA, com Anderson Silva.

Agora, devemos surfar as mesmas ondas de Gabriel Medina, jovem paulista de 20 anos que venceu brilhantemente o hendecacampeão mundial Kelly Slater em uma final de WCT, com chance de ser o primeiro brasileiro campeão do mundo.

Medina já escreveu seu nome na história do esporte em nosso país, e pode elevar o surfe a um nível de relevância ainda maior. Parabéns!

 

O fino da semana

Nesta quinta-feira, Jinny Semple faz festa para comemorar o aniversário de sua amada, a top model Karen Nuernberg, em seu private club Black Calavados.

Domingo, o artista Enrique Rodrigues comanda brunch de lançamento da exposição “Chile: Confins da Terra”, com clicks assinados por Ike Levy.

Fabio Brancatelli é empresário, publisher do Bicofino e consultor de marketing com 20 anos de mercado em grandes agências e empresas.

 

 

coluna

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo