Meu tio Léo

Por fabiosaraiva

junior-brasil belo horizonteUm abraço meu amigos. Hoje vou contar uma história de um tio que tenho, e que é muito especial. Um cara diferente. Homem vivido e de muitas paixões, inclusive o futebol. Eu mesmo já duvidei dele algumas vezes, mas ele sempre me prova que o que fala é a realidade que vive. Tio Léo tem momentos especiais e de vez em quando, se confunde e mistura o passado com o presente. Logo depois, ri de suas histórias. Esse é o meu tio Léo. Quanto às suas paixões, ele consegue amar o futebol e a todos. Seu coração é grande mesmo. Tio Léo é capaz de idolatrar o São Victor e ser fã do Fábio. Vibrar com os gols de Tardelli e dizer que seu time é Goulart e mais dez. Ama o Atlético e não tem raiva do Flamengo. Louco com o Cruzeiro e gosta do Palmeiras. Mas vamos ao domingo do Tio Léo!

Tio Leopoldo foi acompanhar o jogo do Cruzeiro e, depois, ficamos sabendo de seus momentos. Ele disse que foi ótimo ver o Pelé tomar outra sapatada do Cruzeiro de Marcelo Oliveira e foi bom para o “camisa 10” aprender que, o Santos pode ter conquistado o mundo, mas não conquistou o Mineirão. Para ele, Piazza e Everton Ribeiro brilharam na Copa de 70, mas jogaram mais contra o Santos. Mistura Tostão com o Everton Ribeiro.

Continuou em seus devaneios, dizendo que Dirceu Goulart irritou demais a defesa santista e foi um absurdo o jogador não ter sido convocado por Zagallo. Dunga vai reparar o erro, uma das grandes injustiças do futebol. Todos ficam rindo, mas sei que muitos que estiveram no Mineirão, sentiram um pouco, do que é ser o Tio Léo. A fantasia se misturando e se perdendo na realidade, mas, no fundo, fica algo para pensarmos. Talvez existam mais “tios Léo” por aí, cheios de razão e devaneios.

Como eu disse, tio Léo é um apaixonado e cheio de amor. No fim da tarde foi encontrar sua outra paixão, o Atlético. Como um homem que ama duas mulheres, encontra virtudes em cada uma delas e não sabe exigir uma escolha de seu coração. Vai amando e vivendo. Tio Léo fala mais uma vez: Marques jogou bem, mas não pode ficar correndo para o Jô. Neste caso é fácil saber que é de Tardelli que ele fala. Tio Léo fica muito nervoso com Levir, não consegue entender como Sérgio Araújo não é titular no time e xinga muito. Ficou bravo com o empate. Diz que todo time precisa de um velocista e só o teimoso não enxerga a necessidade de Sérgio Araújo, ou melhor, do Luan. Enfim, intenso como sempre, esse é o meu tio Léo. Abraços!

Junior Brasil é comentarista esportivo da rádio Itatiaia e da TV Band Minas, professor universitário, mestre em administração e cobriu a Copa do Mundo da África. Escreve no Metro Jornal de Belo Horizonte

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo