Carioca desvalorizado

Por fabiosaraiva

jose-carlos-araujo garotinhoQuando o espetáculo é bom, a galera prestigia, até mesmo com preços elevados e horário inadequado. É o que  vai acontecer logo mais, no Maraca. A venda antecipada já faz prever que teremos um público em torno de 40 mil para Flamengo x Bolívar. Tudo porque a competição está mexendo com o torcedor.

No Carioca, aquele marasmo. Jogos inexpressivos, times reservas e estádios vazios. E olha que se trata de um produto bem comercializado pela Federação, e no qual TV e patrocinadores apostaram e investiram. Foram enganados e não têm como pedir o dinheiro de volta. Culpa principalmente da Federação, que, baseada nos estatutos, faz o jogo político para perpetuar dirigentes sem nenhum comprometimento com o futebol. E, muito menos, com o negócio comercial. A cada ano, um Carioca mais desvalorizado.

Não há como discutir o título da Taça Guanabara conquistado pelo Flamengo antecipadamente. O Jayme de Almeida usou sempre o bom senso na escalação do time. O chamado reserva, ganhou todos os 5 jogos que disputou.

Com outro planejamento, o Eduardo Hungaro se deu mal no Campeonato Carioca. O Botafogo está fora das semifinais e tem a obrigação de brilhar na fase mata-mata da Libertadores.

Só há uma explicação para as vaias dirigidas ao Adilson Batista, em São Januário: O Vasco vive mais um momento de ebulição política, com a maioria descontente com o Roberto Dinamite. O time está bem armado, vem jogando bem e é preciso saber usar o “caldeirão”. Tem jogado bem, mas precisa do apoio da sua torcida.

No “Donos da Bola”, semana passada, Francisco Horta, o eterno presidente do Fluminense, e uma das maiores inteligências do futebol, me garantiu quem foi o melhor técnico que ele viu trabalhar: Vanderlei Luxemburgo.

Por causa do Fred, mais um médico se afasta do Fluminense: Dr. Victor Favilla. Antes, também por dividir com o camisa 9, foi o Dr. Michael Simoni quem saiu. Será que é por isso que o Fluminense é o único clube que proíbe o médico de dar entrevista? Com a palavra o presidente Peter Siemsen.

Você trocaria o Rafinha pelo Feijão? O Flamengo fez este negócio com o Bahia. O Zico não perdoa, principalmente porque Rafinha foi revelado no CFZ e mostrou que tem potencial. Já o Feijão…

José Carlos Araújo escreve às quartas-feiras no Metro Jornal do Rio de Janeiro. É também comunicador das rádios Bradesco Esportes e Bandnews FM e apresentador do “ Donos da Bola”, na tela da Band.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo