90 milhões em ação

Por fabiosaraiva

selo-copa-metro-100A Seleção Brasileira já jogava de amarelo desde 1954 e tinha dois títulos mundiais, mas foi na Copa do Mundo do México, em 1970, que o escrete canarinho se consolidou no mundo todo como sinônimo de futebol bonito. E olha que o time começou o ano debaixo de críticas. O técnico João Saldanha foi dispensado meses antes do Mundial e Zagallo, bicampeão como jogador, assumiu o time para a longa preparação que faria a diferença. Na hora que a bola rolou pra valer, o Brasil deu show com vitórias em todos os seis jogos disputados e uma média de mais de três gols marcados por partida. Nas ruas das cidades brasileiras, a música ‘Pra Frente Brasil’ era cantada com mais força a cada jogada genial de Pelé e a cada gol de Jairzinho.

FURACÃO

Jairzinho é até hoje o único jogador em toda a história a marcar gols em todos os jogos de um Mundial de Futebol. Foram sete nas seis partidas disputadas em gramados mexicanos na Copa de 70. Só não foi o artilheiro do torneio porque Gerd Müller, outro craque da área, anotou 10 gols com a camisa da Alemanha. Jairzinho tinha feito parte da campanha frustrada na Copa de 66, na Inglaterra. Ídolo do Botafogo, clube que o revelou, também teve passagens marcantes pelo Cruzeiro e pelo Olympique de Marseille, da França.

COPA DE CRAQUES E NOVIDADES

Em uma Copa que teve Rivellino, Gérson e Tostão pelo Brasil, Beckenbauer pela Alemanha, Pedro Rocha pelo Uruguai, Bobby Charlton pela Inglaterra e Rivera pela Itália, Pelé protagonizou lances espetaculares. Dentre eles, a cabeçada certeira depois de cruzamento de Jairzinho contra a Inglaterra. Forte, no chão e no canto, a bola foi espalmada de forma incrível pelo goleiro inglês Banks. Muitas consideram essa a maior defesa da história dos mundiais. Foi a primeira Copa com transmissão de TV em cores para todo o mundo, a primeira com substituição de dois jogadores no decorrer dos jogos, a primeira com cartões amarelos e vermelhos e a primeira com bola oficial, fabricada pela Adidas, a Telstar, a famosa bola de pentágonos pretos e hexágonos brancos.

Sergio Patrick é apresentador e coordenador de esporte da Rádio Bandeirantes, que comanda a Cadeia Verde e Amarela das rádios do Grupo Bandeirantes nas transmissões da Copa do Mundo. A coluna O QUE ROLOU NAS COPAS traz histórias e personagens de todos os mundiais. Envie sua sugestão para spatrick@band.com.br .

Loading...
Revisa el siguiente artículo