Ajude o Geraldo a pedalar!!!

Por Tercio Braga

cleber-andersonUma empresa de 300 funcionários na av. Berrini ajuda com R$ 110/mês seus funcionários para que cada um diminua um pouco a absurda despesa de R$ 400 para que estacionem seus carros nas imediações de uma das regiões onde os estacionamentos são dos mais disputados desta cidade. Nesta mesma empresa, vários funcionários gostariam de ir para o trabalho pedalando, como Geraldo, que acabou de comprar uma bike aqui na loja com esse objetivo.

Ele mora a apenas 5 km do trabalho em uma região completamente plana e facilmente pedalável por ruas tranquilas e gasta mensalmente mais de R$ 100 com gasolina somente para ir e voltar do trabalho. Ele só não vai de bike porque não existe vestiário nem bicicletário nas instalações desta empresa. Será que uma empresa grande como essa, que pode se dar ao luxo de gastar mensalmente R$ 33 mil para ajudar seus funcionários a estacionarem seus carros e, consequentemente contribuir com a poluição, congestionamentos, estresse e todo o mal causado pelos bólidos, não tem recursos para construir um vestiário decente e um lugar para estacionar com segurança a bicicleta de quem chegasse pedalando? Em uma vaga ocupada por um automóvel, é possível estacionar mais de dez bikes!!! Imaginem, pelo menos, uns 50 carros a menos indo para este lugar todo dia?

Nesta mesma avenida, em um prédio mais moderno, existe sim um esquema de primeiro mundo para quem quer chegar pedalando. Em estudos feitos na Inglaterra, já foi comprovado que quem usa a bike como meio de transporte adoece menos, produz mais, vive mais e sai definitivamente do sedentarismo. Isso é tudo o que Geraldo quer! Só de dar a primeira volta em sua bicicleta, ele já sentiu um melhor bem-estar em sua perna que estava dolorida pela dificuldade na circulação, pois ele está com sobrepeso.

Ao mesmo tempo, muitas empresas do comércio estão perdendo vendas, pois não dispõem de um esquema adequado para quem chega pedalando e precisa trancar a bike com mais segurança. Isso já é fato! Por outro lado, estive no Sesc Pinheiros para assistir ao excelente show de Chico César e percebi que cada um dos sonorizadores tinha duas “tartarugas” a menos e um símbolo de bike para que o ciclista passasse por ali ser perder o equilíbrio! São soluções simples como essa que precisamos. Pedalar é simples, saudável e barato. Só precisamos de colaboração da sociedade. Todos ganham com isso!


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo