Situação de Zé Roberto desconforta dirigentes

Por fabiosaraiva

leonardo-meneghettiA questão Zé Roberto causa enorme desconforto ao Grêmio neste momento. É inexplicável que o clube ainda não tenha definido o futuro do jogador. Há uma demora sem justificativa razoável. E ontem, no programa Os Donos da Bola, da TV Bandeirantes, o diretor executivo do futebol gremista se atrapalhou e ficou tenso quando abordado sobre este tema.

“O Zé Roberto virou referência de redução salarial quando não é isso. Queremos proporcionar um novo contrato dentro de um teto salarial, de uma situação de equilíbrio salarial”, tentou explicar Rui Costa.

Quer dizer que o contrato atual de Zé Roberto não está dentro de equilíbrio salarial? Será que Rui Costa consegue explicar o “novo contrato dentro de um teto salarial” sem que isso signifique redução? Ou então o clube vai reajustar o salário do jogador?

A manifestação do dirigente gremista, que parecia numa saia bem apertada, serviu apenas para aumentar a polêmica em torno do assunto. Rui, efetivamente, não se saiu bem. “Tenho evitado este assunto que ganhou contornos de polêmica”, anunciou já na primeira resposta.  O jornalista Ribeiro Neto insistiu. Quer dizer que o Zé Roberto está sem contrato? Rui não respondeu. Desviou. E neste momento talvez tenha omitido um fato bastante relevante. Zé Roberto pode estar sem contrato com o clube e, portanto, em situação irregular. É o que eu penso diante do silêncio do dirigente.

Ao tentar driblar a questão o executivo gremista incendiou o debate. Quando poderia simplesmente se sair com “nós estamos negociando com o jogador a renovação de contrato”, Rui Costa preferiu escapar das respostas. E criou um ambiente de desconfiança. Está evidente e claro que falar em Zé Roberto causa um gigantesco desconforto para os homens do futebol do clube.

A recomendação agora é que o Grêmio seja rápido e eficaz para resolver este assunto. Que renove com Zé Roberto porque ele será importante na Libertadores. Sua permanência é útil e interessante no atual time gremista.

O meia está trabalhando como titular na equipe de Enderson Moreira. É um dos armadores da equipe, ao lado de Maxi Rodrigues. No entanto, pelas escorregadas de Rui Costa, é um jogador hoje sem contrato. E ninguém sabe qual será seu futuro. Curioso nisso tudo é que os dirigentes do Grêmio passaram 2013 inteiro repetindo que, no contrato de Zé Roberto, havia uma clausula de renovação automática caso o clube conseguisse vaga à Libertadores. Ué? Então porque discutir a renovação, já que Rui Costa disse ontem que não se trata de redução salarial?

Convenhamos: o Grêmio quer reduzir o salário do jogador, através do contrato de imagem, e ponto final. Ou espera que algum clube banque e leve-o da Arena para reduzir ainda mais a folha salarial do clube.

Imagine se o rival acorda e decide investigar!

Jornalista esportivo desde 1986, Leonardo Meneghetti foi repórter de rádio, TV e jornal e está no Grupo Bandeirantes desde 1994. Foi coordenador de esportes, diretor de jornalismo, e, desde 2005, é o diretor-geral da Band/RS. Diariamente, às 13h, comanda “Os Donos da Bola”, na Band TV. Escreve no Metro Jornal de Porto Alegre

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo