Jeitinho brasileiro!

Por fabiosaraiva

junior-brasil belo horizonteUm abraço amigos! O período de férias normalmente é o momento das especulações, mas este ano está tudo muito devagar no nosso futebol. Parece que vai faltar grana, e os clubes estão mais comedidos nas contratações, procurando diminuir os custos. Será que a famosa “bolha da crise” chegou ao futebol? Penso que ainda não, mas a realidade está mudando, pois o futebol gastou muito e adotou salários altos demais para os jogadores e os técnicos. A adequação é necessária e pontual.

 

Outro ponto do nosso papo é a Copa. O Mundial bate à porta de nosso país e os problemas pipocam por todo lado. Estádios com obras atrasadas e outras obras em um ritmo muito lento. É o país do jeitinho. Ronaldo Fenômeno disse isso uma vez, que é assim que o nosso povo vive, com o famoso jeitinho brasileiro, ao defender o atraso das obras. Uma ofensa sua fala! E a FIFA, que dorme e vive em berço esplêndido, acordou e enxergou que vai ter muitos problemas. Joseph Blatter, o presidente da entidade, disse que se preocupa com o atraso das obras dos estádios e que nunca em sua gestão houve algo similar. São seis estádios que ainda estão em obras! Fala justa e compreensível, afinal, nosso governo foi inventar 12 sedes, construir estádios desnecessários e que vão se tornar verdadeiros elefantes brancos.

 

E tem mais: Blatter acredita que o futebol é nossa religião e por isso, apesar dos prováveis protestos que podem ocorrer durante a Copa, o futebol não vai sofrer impactos. Um poeta esse cara! Claro que vamos ter muitos protestos em todo país. O Brasil está mudando e espero que, sem violência, nossa voz seja ouvida. Estamos cansados de ver camaradas usarem nosso dinheiro para viajar e fazer implante de cabelo. Depois até topam pagar a conta. É o famoso “se colar colou”.

 

Belo Horizonte não fica atrás. Vamos implantar um sistema de transporte coletivo que está longe de ser a solução,  e algumas obras estão cheias de erros. Estações incompatíveis com o ônibus do BRT e viadutos que precisam ser readaptados, pois os testes ou os cálculos não foram bem feitos. Triste realidade a nossa, que pode piorar. Segundo a “lei de Murphy”, se alguma coisa pode dar errado, ela dará. Conclusão: o Brasil pode não ganhar a Copa! Sai para lá urucubaca! Que venha um país melhor e a conquista da Copa dentro de casa. Valeu!

Junior Brasil é comentarista esportivo da rádio Itatiaia e da TV Band Minas, professor universitário, mestre em administração e cobriu a Copa do Mundo da África. Escreve no Metro Jornal de Belo Horizonte

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo