Serenidade nas provas finais

Por Carolina Santos

helio-castronevesOi, pessoal, beleza aí? Como vocês sabem, o calendário da IndyCar tem seus extremos. Numa época do ano a gente tem nove finais de semanas consecutivos de atividades nas pistas. Na outra, como agora, um mês parado entre a 16ª e a 17ª/18ª etapas.

Se por um lado poderia ser mais interessante haver certo equilíbrio, por outro é providencial esse intervalo. Digo isso porque o ritmo da temporada é intenso e é bom chegar na fase decisiva com menos correria. Os mecânicos também precisam de um descanso para recuperar as baterias.

Mas a verdade é que, mesmo sem corridas, ninguém fica de papo para o ar. Todos os envolvidos na IndyCar estão “acelerando”. Imaginem o nível frenético de trabalho do pessoal de Houston e de Fontana, locais dos últimos eventos da temporada?!

Nas sedes das equipes o trabalho é intenso. Enquanto um grupo trabalha nos carros internamente, o outro está participando de testes de pneus, já de olho em 2014. A Penske estará hoje e amanhã em Indianápolis para os testes da Firestone. São seis equipes, cada uma com um piloto, sendo três carros equipados com motor Chevrolet e três com o Honda. Quem vai andar dessa vez é o Will Power.

De minha parte, desde  Baltimore, estou cumprindo compromissos com patrocinadores e imprensa. Entre outras coisas conversadas com os jornalistas (teve até o André Coutinho, da “BandNews FM”, que sugeriu que eu escalasse um prédio em caso de título…), muita gente quer saber se eu vou mudar a estratégia e ser mais agressivo nas provas finais.

Na verdade, o que me trouxe até aqui foi a consistência, a regularidade, a cabeça “fria” nos momentos mais difíceis, a postura de lutar por qualquer posição como se fosse uma vitória em razão dos pontos, mesmo quando a coisa pareceu perdida (como em Sonoma e Baltimore, por exemplo).

Tudo isso, sem sombra de dúvida, estará muito presente em Houston e Fontana, mas principalmente a serenidade que tem pautado toda essa minha temporada e que permite que eu esteja próximo do título como jamais estive. Repito, não tem nada garantido, mas vou continuar na mesma: “faca nos dentes”.

Valeu galera, até a próxima semana!

 

Helio Castroneves, 38, nasceu em São Paulo e foi criado em Ribeirão Preto. É o piloto brasileiro com mais vitórias na Indy, com 28 conquistas, e venceu três edições da Indy 500 (2001, 2002 e 2009). Disputará em 2013 sua 16ª temporada na categoria e 14ª pelo Team Penske.  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo