Documentos judiciais revelam como era culto sexual da atriz Allison Mack, de Smallville

Por Band.com.br

Mesmo após pagar fiança de US$ 5 milhões para aguardar o julgamento em liberdade, Allison Mack foi condenada a prisão domiciliar por seu suposto envolvimento no culto sexual NXIVM.

E este não foi o único problema que a atriz de "Smallville" está enfrentando sobre o assunto. Documentos judiciais do caso vazaram na imprensa americana revelando detalhes sobre como funcionava a seita, descrita por ela como grupo ou irmandade de empoderamento feminino.

Leia mais:
John Travolta será premiado em Cannes
Piqué e Shakira, em crise, teriam concordado em ‘dar um tempo’ na relação

Segundo a "US Weekly", Allison recrutava agressivamente escravas, que eram jovens atraentes, e fazia com que as vítimas fornecessem fotos nuas, bens materiais, confissões criminosas e outras informações prejudiciais como garantia. Em seguida, realizava a cerimônia em que marcava as meninas com ferro e fogo.

"[Ela] colocava as mãos no peito das escravas e dizia a elas para 'sentir a dor' e 'pensar em seu mestre', enquanto as escravas choravam", declarou uma das vítimas.

Outro ponto polêmico foi o fato de que Allison Mack tentou recrutar a atriz Emma Watson e a cantora Kelly Clarkson para o culto sexual por meio do Twitter. No entanto, nenhuma delas respondeu à abordagem.

O documento também revelou que o mestre da seita trabalhava, entre diversos assuntos, com o ciúmes. E para a compreensão sobre a possessividade, ele mantinha relações sexuais com todas as jovens.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo