Em The Crown, rainha tem salário menor do que o do príncipe; entenda

Por Reuters

Até mesmo a realeza, pelo que parece, pode sofrer de disparidades salariais entre gêneros.

A atriz britânica Claire Foy, que estrelou como uma jovem rainha Elizabeth na aclamada série da Netflix “The Crown”, recebeu menos do que o ator Matt Smith, de acordo com os produtores da série de TV.

Leia mais:
Hugh Laurie, o Dr. House, vai viver o Príncipe Phillip em novo ano de The Crown
Atriz de ‘Game of Thrones’ pode interpretar princesa Diana em ‘The Crown’

No exemplo mais recente de disparidade de salários na indústria do entretenimento, a revista Variety relatou nesta terça-feira que os produtores de “The Crown”, Andy Harris e Suzanne Mackie, disseram em conferência do setor em Jerusalém que Smith, que interpretou um jovem príncipe Philip, recebeu mais que Foy pelas primeiras duas temporadas da série.

Foy, de 33 anos, venceu um Globo de Ouro e dois prêmios do Sindicato dos Atores por sua atuação como a monarca britânica nas décadas de 1950 e 1960. Smith, de 35 anos, não foi igualmente homenageado.

A diferença de salários foi por conta de Smith ter entrado na série após uma passagem de seis anos na TV como “Dr. Who” —uma das séries mais populares do Reino Unido, disseram os produtores. Eles não deram detalhes sobre a disparidade. Os produtores disseram que irão retificar isto no futuro, relatou a Variety.

“Seguindo em frente, ninguém recebe mais do que a rainha”, disse Mackie, segundo a Variety.

Foy, no entanto, não irá mais interpretar a rainha Elizabeth. A atriz britânica Olivia Colman está entrando para interpretar a monarca mais velha na 3ª temporada da série, que segue para a década de 1970. O príncipe Philip também será interpretado por um ator diferente.

A Netflix se negou a comentar sobre os salários dos atores. Representantes de Foy e Smith não retornaram pedidos de comentários nesta terça-feira.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo