Super Bowl: Homenageado por Justin Timberlake, Prince era contra shows com hologramas

Por Metro Jornal
Getty Images
Super Bowl: Homenageado por Justin Timberlake, Prince era contra shows com hologramas

Mesmo sem peitos de fora, o retorno de Justin Timberlake ao intervalo do Super Bowl LII no último domingo (4) continuou controversa.

Com álbum recém-lançado, Timberlake escolheu um repertório que mesclou seus hits a novidades de "Man of the Woods" em Minneapolis.

Leia mais:
Marvel divulga novo teaser de ‘Vingadores: Guerra Infinita’ durante Super Bowl

Mas uma homenagem a Prince, morto em abril de 2016, causou bastante desconforto e uma chuva de críticas antes e depois do show.

Ao piano, Timberlake tocou "I Would Die 4 U" com uma imagem projetada de Prince, formando um 'dueto' póstumo

O  uso do "holograma" não caiu nada bem, principalmente porque, como mostraram alguns fãs nas redes sociais, Prince era totalmente contra o uso de 'colaborações digitais'.

No trecho da entrevista abaixo, para a revista Guitar World, isso fica claro. A pergunta é: 'com a edição digital, agora é possível criar uma situação em que você pode tocar com qualquer artista do passado. Você consideraria fazer algo assim?'

Prince respondeu: "Com certeza não. Essa é a coisa mais demoníaca de se imaginar. (…) Se fosse para eu tocar com Duke Ellington, nós teríamos vivido na mesma época. Essa coisa de realidade virtual… é realmente demoníaca. E eu não sou um demônio".

 

 

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo