Grammy 2018: Cantora que apoia Trump usa vestido contra aborto

Por Estadão Conteúdo

A cantora norte-americana Joy Villa chamou a atenção na 60ª Grammy Awards ao usar uma roupa branca que pregava a rejeição ao aborto. "Choose life" (escolha a vida, em tradução livre), estava escrito na bolsa que acompanhava um longo branco. A cantora estava muito diferente das colegas que usavam rosas brancas como acessórios, em mais um manifesto contra o abuso e assédio sexual.

O vestido temático de Joy era branco e tinha na lateral direita o desenho pintado de um feto. "Sou uma mulher pró-vida. Neste ano escolhi fazer uma manifestação no tapete vermelho, como sempre faço". A cantora de 26 anos disse relatou à Fox News que, com 21 anos, deu uma criança para a adoção – e que defende a adoção em vez do aborto.

Joy Villa Getty Images

"Eu adoro o que o presidente Donald Trump está fazendo; o desemprego está menor", afirmou. "Sou totalmente a favor de Trump, e apenas um ano se passou. Mal posso esperar pelos próximos sete".

A admiração parece ser recíproca. No ano passado, o presidente norte-americano comentou em seu Twitter as aparições e manifestações de Joy a favor de governo. Em 2017, ela usou um vestido azul com a frase "Make America Great Again" (Faça a América grande de novo), lema do governo de Trump. "Boa sorte para Joy em sua decisão de entrar no maravilhoso mundo da política. Ela tem vários fãs", tuitou o presidente na época.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo