Kim Kardashian revela como foi se tornar mãe através de uma barriga de aluguel

Por Metro Internacional

Com seu terceiro bebê bem e em casa, Kim Kardashian queria compartilhar com o mundo a experiência que passou nos últimos nove meses: desde a relação que ela manteve com a pessoa responsável por gestar sua filha até a forma como estabeleceu uma ligação emocional com um bebê que ela não deu à luz.

"Estou muito agradecida com a tecnologia moderna que conseguiu que algo assim fosse possível. Não é para todo mundo, mas eu adoro a nossa substituta gestacional e essa foi a melhor experiência que já tive. Nossa substituta gestacional nos deu o maior presente que alguém pode fazer", explicou ela em um artigo publicado em seu aplicativo pessoal Kim Kardashian West.

Kardashian preferiu usar o termo “substituta gestacional” para se referir às mulheres que geram bebês para terceiros, sem manter qualquer ligação biológica com os bebês que estão gestando.

"A conexão com o nosso bebê ocorreu instantaneamente e é como se ela sempre estivesse conosco. (…) Estamos muito entusiasmados por finalmente tê-la em casa ", acrescenta Kim.

A celebridade enfatizou que, em seu caso específico, teria sido um risco tanto para sua saúde quanto para o bebê passar por uma terceira gestação.

"Ter uma substituta gestacional é definitivamente algo diferente, mas qualquer pessoa que diz ou acha que é a opção mais simples está completamente enganada. As pessoas acham automaticamente que é mais fácil, porque você não precisa lidar com as mudanças físicas, com a dor ou complicações, mas foi muito difícil para mim não poder gestar minha própria filha, especialmente depois de ter feito isso com North e Saint ", desabafou Kim.

Yeezy Wave Runner 700 🌊

A post shared by Kim Kardashian West (@kimkardashian) on

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo