Alec Baldwin defende Woody Allen enquanto Hollywood se distancia dele

Por Reuters

Alec Baldwin expressou apoio a Woody Allen na terça-feira, dia 16, em um momento em que cada vez mais figuras da indústria do entretenimento buscam se distanciar do diretor de Noivo Neurótico, Noiva Nervosa, como parte de uma campanha contra o assédio sexual.

Leia mais:
Filha adotiva de Woody Allen lamenta que cineasta não esteja preso
Woody Allen é ‘obcecado por mulheres adolescentes’, diz jornal americano

O ator, que atuou em três filmes do cineasta, disse no Twitter que a renúncia ao diretor e seu trabalho é "injusta e triste para mim". Baldwin acrescentou que trabalhar com Allen foi "um dos privilégios da minha carreira".

Woody Allen tem negado repetidamente acusações de que teria assediado sua filha adotiva, Dylan Farrow, quando ela tinha 7 anos de idade no início da década de 1990.

Entretanto, muitos se viraram contra ele depois que o escândalo de abuso sexual que tem abalado Hollywood fez com que dezenas de homens bem-sucedidos fossem forçados a renunciar ou retirados de projetos.

"Eu sou confiável e eu estou dizendo a verdade, e acho que é importante que as pessoas percebam que uma vítima, uma acusadora, importa. E que são suficientes para mudar as coisas", disse Dylan Farrow em trecho de uma entrevista que será transmitida pela CBS na quinta-feira.

Baldwin disse que ele não tinha a intenção de "minimizar ou ignorar tais queixas". "Mas, acusar pessoas de tais crimes deve ser tratado cuidadosamente", acrescentou.

Representantes de Woody Allen não responderam a um pedido por comentário. O diretor nunca foi acusado legalmente de nenhum crime.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo