Meghan Markle amplia interesse por missa de Natal da família real britânica

Por Estadão Conteúdo
Reuters
Meghan Markle amplia interesse por missa de Natal da família real britânica

Uma multidão maior do que a vista nos últimos anos esteve em Sandringham, a 175 quilômetros ao Norte de Londres, para ver a família real britânica assistir à tradicional missa de Natal. A imprensa local especula que o aumento do interesse deve-se à recém apresentada noiva norte-americana do príncipe Harry, Meghan Markle, que apareceu hoje pela primeira vez ao lado da Rainha Elizabeth II e demais membros da família real. O casamento de Meghan e Harry está marcado para maio do ano que vem no Castelo de Windsor.

Meghan sorriu e fez um breve aceno para a população que estava acompanhando a família real, enquanto estava ao lado da rainha. Depois, junto com o noivo, parou para conversar com moradores da cidade no caminho de volta para a residência da realeza. A rainha estava acompanhada do marido, o príncipe Philip, e do neto, o príncipe William e sua esposa, Kate, que está grávida do terceiro filho do casal. William e Kate também pararam para conversar com residentes da área que haviam esperado no frio por uma oportunidade de dar flores à realeza.

Meghan vestia uma composição em tons de bege marrom claro, enquanto o modelo de Kate era um xadrez vermelho e verde. A rainha estava de vermelho. No ano passado, Elizabeth, que tem 91 anos, e o príncipe Philip, de 96, não foram à missa de Natal porque ambos estavam gripados. Desta vez, mostram-se bem dispostos, com boa saúde.

Na mensagem de Natal anual, Elizabeth vai homenagear as cidades de Londres e Manchester, alvos de ataques terroristas no início deste ano. Como de costume, a rainha grava sua mensagem, que é exibida na tarde do dia de Natal no Reino Unido e em 51 países da Commonwealth, uma associação formada por países soberanos – a maioria de ex-colônias britânicas, mas apenas 16 estados-membros têm a monarca do Reino Unido como chefe de Estado.

O Palácio de Buckingham adiantou alguns trechos da mensagem de Natal da rainha. Ela falará sobre Manchester, atingida por um ataque suicida em maio e sobre Londres, que sofreu atentados, em maio, contra o Parlamento, a London Bridge e outros marcos da cidade. Elizabeth afirmará que foi um privilégio para ela visitar jovens sobreviventes do ataque em uma casa de shows em Manchester, enquanto se recuperavam de uma explosão, que acabou matando 22 pessoas. "Eu descrevo essa visita do hospital como um 'privilégio' porque os pacientes que conheci foram um exemplo para todos nós, mostrando extraordinária bravura e resiliência", dirá.

Elizabeth também presta homenagem ao seu marido, que este ano resolveu se "aposentar" da maioria dos deveres públicos aos quais se dedicava por causa de sua idade. Ela faz elogios a ele por seu "apoio e senso de humor único". O casal está passando férias em Sandringham House, um palácio rural de 32 quilômetros quadrados, em Norfolk.

Hoje, a família real se reúne para um almoço privado depois da missa. Tradicionalmente, a troca de presentes é feita na véspera de Natal. No início da sua transmissão de Natal, Elizabeth II diz que a família espera receber com boas-vindas os novos membros no ano que vem.

Loading...
Revisa el siguiente artículo