Carol Duarte: 'Que os Ivans da vida real não sejam mortos nas esquinas do Brasil'

Por Estadão Conteúdo

Neste domingo, 10, a Globo premia seus destaques do entretenimento, dramaturgia e jornalismo de 2017 no Troféu Domingão – Melhores do Ano. Na categoria Atriz Revelação, o troféu foi para Carol Duarte, que interpretou Ivan/Ivana em "A Força do Querer".

"Muito muito obrigada, foi um personagem que marcou minha vida, é importante falar sobre esse tema. Há tantos que são como o Ivan/Ivana aí nas ruas, nas casas, às vezes você tem um amigo, um filho trans. A gente é o País que mais mata transexuais, então eu sabia da minha responsabilidade. O Ivan tomou uma dimensão muito bonita, as pessoas começaram a entender um pouco melhor. O que eu espero é que os Ivans da vida real não sejam mortos nas esquinas do Brasil como são", falou a atriz ao receber o troféu.

A atriz concorria ao prêmio com as atrizes Karla Karenina e Vitória Strada. "A novela acabou, mas a atenção continua. Ninguém precisa ser trans para lutar contra a transforbia, ninguém precisa ser gay para lutar contra a homofobia. Eu digo, senhores representantes: vai ter luta. É daqui para frente, e o Ivan pode representar muita coisa sobre 2017", concluiu Carol.

Já na categoria Ator Revelação, o premiado foi Jonathan Azevedo. O ator interpretou Sabiá em "A Força do Querer" e concorria ao prêmio com João Vicente de Castro e Silvero Pereira.

"Eu queria agradecer ao Brasil por todo amor. Eu quero dizer que a cura para isso tudo que está acontecendo no nosso País é amor, vamos cuidar mais das nossas almas, das nossas famílias, da gente. Eu queria entregar esse prêmio para minha mãe, para meu pai, isso é de vocês, isso é desse Brasil multicolor, que não tem cor, não tem sexo, tem sim amor e paz. Obrigado a todas as comunidades, a alegria e o amor venceram!", agradeceu Azevedo ao receber o troféu, emocionado.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo