Katy Perry é proibida de entrar na China para participar de desfile

Por Band.com.br
Reprodução/Instagram
Katy Perry é proibida de entrar na China para participar de desfile

Katy Perry não será mais a atração musical do desfile da Victoria's Secret em Xangai, na China, após ter o visto recusado pelo governo do país.

Segundo o PageSix, a decisão das autoridades pode ter sido motivada por conta de um ocorrido de 2015, quando a cantora usou um vestido cheio de girassóis em uma performance em Taiwan. O visual causou polêmica porque a flor foi um símbolo adotado por manifestantes anti-China em 2014. Além disso, ela mostrou uma bandeira do Taiwan durante a performance, deixando claro seu apoio ao país que briga por independência da China.

Leia mais:
Ellen DeGeneres é criticada por post em que fala sobre os seios de Katy Perry
Katy Perry invade casamento nos EUA e dança até o chão

Rapidamente o evento precisou substituir a artista e agora terá Harry Styles como estrela principal do desfile, que ocorrerá na próxima segunda-feira (20).

"Para todo artista que quer se apresentar na China, os oficiais fazem uma verdadeira varredura nas redes sociais e na imprensa para ver se eles fizeram algo ofensivo para os chineses. Inclusive, a banda Maroon 5 foi banida há alguns anos porque um integrante desejou feliz aniversário ao Dalai Lama no Twitter", explicou o veículo.

Além disso, Gigi Hadid, que estava escalada para desfilar na passarela, também foi proibida de viajar. Após um boicote proposto por um grupo de internautas com a hashtag #GigiGetOutChina, a modelo foi impedida de representar a grife na cerimônia. O motivo é um vídeo publicado pela irmã da beldade na qual ela aparece segurando uma estátua de Buda, imitando os olhos dele e rindo. A gravação foi considerada racista e ofensiva, chegando a ser excluída das redes sociais.

Loading...
Revisa el siguiente artículo