Presos da Lava Jato no Rio são transferidos de Benfica para Bangu

Por Lais Pagoto

Presos da Operação Lava Jato no Rio estão sendo transferidos nesta segunda-feira, 7, para o Complexo de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro, onde já se encontra o ex-governador Sérgio Cabral Filho (MDB).

Entre eles está o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio Paulo Melo e o ex-líder do Governo na Casa Edson Albertassi, ex-deputados afastados, filiados ao mesmo partido. Também será transferido Felipe Picciani, filho do presidente afastado da Assembleia, Jorge Picciani (MDB)- que cumpre prisão domiciliar desde o fim de março.

A ordem para transferência de 98 presos de Benfica para Gericinó foi publicada no Diário Oficial desta segunda-feira, 7. Trata-se de um decreto do interventor na Segurança Pública do Rio, general Walter Braga Netto.

Nota da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que o texto trata da reestruturação organizacional do sistema, e "objetiva a flexibilidade do fluxo de presos entre 12 unidades prisionais, privilegiando critérios de segurança e redução de superlotação".

Em Benfica foram constatadas supostas irregularidades, que permitiriam regalias aos presos da Lava Jato – entre elas, estavam uma sala de vídeo, o armazenamento de comidas especiais nas celas e até um quarto decorado como um motel para encontros íntimos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo