Lula se entregará após missa para Marisa, diz presidente do PT em SP

Por band.com.br

O presidente estadual do PT em São Paulo, Luiz Marinho, afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está desde a noite de quinta-feira (5) na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, se entregará à polícia após a missa realizada em homenagem à ex-mulher do petista, Marisa Letícia, que faria 68 anos neste sábado.

De acordo com a repórter da Band Joana Treptow, o clima entre correligionários do ex-presidente é de “conformismo” com a prisão. Logo após a missa, Lula deve ser levado até equipes descaracterizadas da Polícia Federal, que o conduzirão, então, até Curitiba.

Missa

A missa em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia está marcada para 9h30 deste sábado, e deve contar com a participação de lideranças políticas, correligionários de Lula e artistas.

Segundo a repórter Marina Machado, canções como Asa Branca, de Luiz Gonzaga, e Deixa a Vida Me Levar, de Zeca Pagodinho, devem ser interpretadas durante o ato.

Negociações

O jornal O Estado de S. Paulo revelou que dois emissários de Lula negociavam com a PF os termos de rendição para que o petista seja preso. Ainda não há uma decisão sobre como será o procedimento a ser adotado. O canal de comunicação entre a defesa de Lula e a PF, uma das exigências do despacho do juiz Sérgio Moro, foi aberto no final da tarde de quinta-feira (5).

O ex-presidente tinha até as 17h desta sexta para se entregar após a expedição do mandado de prisão pelo juiz Moro no processo do tríplex do Guarujá, que rendeu ao petista uma condenação de 12 anos e um mês de reclusão.

O avião da PF se encontra no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Congonhas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo