'Intocáveis' receberão tratamento igualitário da Justiça, diz Ronaldo Caiado

Por Estadão Conteúdo

O líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), disse nesta quinta-feira, 5, que a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva "traz esperança aos brasileiros". Isso porque o juiz federal Sérgio Moro deu prazo até esta sexta-feira, 6, ao petista para se apresentar 'voluntariamente' à Polícia Federal em Curitiba, base da Operação Lava Jato. Em despacho desta quinta, 5, Moro estipulou a Lula que se apresente até às 17h.

"O Brasil mudou e vive um novo momento. Quem não se conscientizar disso estará fora da política e preso respondendo pelos seus crimes. A prisão de Lula mostra a força e a conscientização do povo brasileiro em não aceitar quem usa o cargo público para corromper e ser corrompido. É uma quebra de paradigma, pois ninguém imaginava que um dia um ex-presidente corrupto iria para a cadeia. Os "intocáveis" vieram para a ala dos comuns e receberão tratamento igualitário da justiça", afirmou por meio de nota.

Caiado disse também que a decisão "reergueu a autoestima do brasileiro e reacendeu a esperança de um país mais justo". "Nosso povo passou a acreditar que o Brasil tem solução. E tudo isso graças a pessoas do quilate do juiz Sérgio Moro, que começou essa transformação exercendo seu trabalho de forma isenta e eficaz. Sempre com garra, determinação, respeitando as leis e a Constituição", afirmou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo