Wesley Batista deixa carceragem da sede da Superintendência da PF

Por Ricardo Valota - Band News FM

Um pouco antes das 3h desta quarta-feira, o empresário e sócio da JBS Wesley Batista deixou a carceragem da sede da Superintendência da Polícia Federal, na zona oeste de São Paulo.

Ele saiu em um carro preto com vidros escuros e não quis falar com a imprensa.

A 6ªTurma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) substitui a prisão preventiva de Wesley por medidas cautelares, mas o empresário será monitorado eletronicamente e não pode deixar o país sem autorização.

Wesley Batista está em casa, na zona sul de São Paulo, sem tornozeleira eletrônica.

 O advogado dos irmãos Batista, Pierpaolo Bottini, disse à reportagem da Rádio Bandeirantes que ainda não recebeu detalhes sobre o monitoramento.

Além do uso obrigatório do equipamento, Wesley não poderá deixar o país sem autorização, nem ter contato com outros réus e testemunhas.  Ele também está proibido de ocupar qualquer cargo nas empresas envolvidas no caso e deve manter o endereço atualizado.

Nesta terça-feira, por 3 votos a 2, o Superior Tribunal de Justiça substituiu a prisão preventiva dos irmãos por medidas cautelares.

Joesley segue preso porque tem um segundo mandado de prisão; ele responde por omitir informações à Procuradoria-Geral da República na delação premiada.

Os dois foram presos há 5 meses na Operação Tendão de Aquiles, da Lava Jato, acusados de ganhos ilegais no mercado financeiro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo