Não há votos para aprovar Reforma da Previdência, diz Marcelo Caetano

Por Band.com.br

Principal objetivo do governo neste momento, a aprovação da Reforma da Previdência ainda não conta com os votos necessários por parte do Congresso Nacional, como confirmou nesta quinta-feira (23), em entrevista ao Café com Jornal, o secretário da Previdência Social Marcelo Caetano

Segundo o secretário, o governo “está trabalhando” para conseguir o apoio dos parlamentares. “Há uma crescente no número de deputados que se sentem convencidos para a aprovação da Reforma da Previdência. A data em si [para aprovação na Câmara] vai depender de quando houver esse quórum suficiente”, disse.

Diante desse cenário, em um jantar na noite dessa quarta-feira (22), no Palácio do Planalto, o deputado Arthur Maia (PPS-BA), relator da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 287/2016, que trata da Reforma da Previdência, apresentou ao presidente Michel Temer e seus correligionários um novo texto para viabilizar a aprovação das mudanças.

LEIA TAMBÉM:
Veja mudanças do novo texto da reforma da Previdência

Caetano não considera as alterações no texto da reforma um "balde de água fria", como questionou a apresentadora Julia Duailibi. "Ainda é uma reforma bastante consistente", falou.

"É necessário fazer o quanto antes e evitar que a carga tributária cresça ainda mais", explicou. O secretário afirmou ainda que a reforma "quebra privilégios e trata todos de forma igual". "Os menos afetados serão os com rendimentos mais baixos, como os trabalhadores rurais e os que recebem salário mínimo", explicou.

Assista à entrevista:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo