Mais de 1,8 milhão de veículos rodam com airbags defeituosos pelo país

Por Metro Jornal São Paulo
Mais de 1,8 milhão de veículos rodam com airbags defeituosos pelo país

O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) alertou na segunda-feira (14) que 84% dos 2,2 milhões de veículos envolvidos em campanhas de recall por causa dos airbags ainda não realizaram o serviço. Ou, posto de outra forma: 1,8 milhão de veículos estão com rodando com algum defeito no seu airbag.

Em entrevista à TV NBR, o diretor do Denatran, Elmer Coelho Vicenzi, disse que 85% dos recalls dirigidos a veículos automotivos podem causar lesões aos ocupantes dos veículos. “No caso dos airbags, apenas 16% dos recalls foram atendidos. Significa que 84% desses veículos estão andando pelas ruas com seus airbags defeituosos”, disse Vicenzi.

Dados do Boletim Recall, do Ministério da Justiça, mostram que, entre 2013 e junho de 2016, o airbag foi o componente mais afetado pelas campanhas de recall: 26% delas, num total de 60, se referiam a essa peça.

Em segundo lugar vêm os freios, com 17% do total de peças com defeito que levam a recalls.

O coordenador técnico do Cesvi/Mapfre (Centro de Experimentação e Segurança Viária), Alessandro Rubio, alerta que é de “suma importância” que o dono do veículo envolvido em recall faça o serviço. “Ele sempre é algum problema técnico que a montadora identificou”, afirmou. No caso do airbag, Rubio disse que, se ele não funcionar, “pode causar até fatalidade”.

Para o diretor do Denatran, parte importante dessa ineficiência dos recalls se deve à dificuldade de o consumidor saber se seu veículo está incluído em algum deles. Ele disse que no site do órgão (www.denatran.gov.br) é possível consultar, pelo chassi do veículo, se ele precisa de algum reparo gratuito – na aba à esquerda “Serviços on-line”, link “Habilitação, Veículo e Recall”.  

Loading...
Revisa el siguiente artículo