STF libera conteúdo das delações de Joesley e Wesley Batista

Por Carolina Santos

O STF (Supremo Tribunal Federal) liberou, nesta sexta-feira (19), o conteúdo das delações premiadas de Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, no âmbito da Operação Lava Jato.

A medida foi tomada após o ministro Edson Fachin homologar os depoimentos, firmados com a PGR (Procuradoria-Geral da República). São cerca de 2 mil páginas.

O Metro Jornal  disponibilizará o material em breve.

Após o jornalista Lauro Jardim, do jornal ‘O Globo’ noticiar parte do que os irmãos Batista haviam informado aos investigadores, uma grande crise política se instalou no Brasil.

O presidente Michel Temer sofreu forte impacto com as denúncias, e pedidos de impeachment contra ele foram apresentados à Câmara dos Deputados. Movimentos sociais também foram às ruas pedindo a renúncia do peemedebista.

De acordo com a revelação feita pelo jornal “O Globo”, Joesley discutou com o presidente a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, preso na Lava Jato.

O senador Aécio Neves foi afastado do cargo no Senado após as denúncias. Joesley entregou ao MPF (Ministério Público Federal) uma gravação em que o tucano pede R$ 2 milhões para pagar as despesas com advogados que o defendem em processos da Lava Jato.

Loading...
Revisa el siguiente artículo