Doleiro e outros três investigados na Lava Jato prestam depoimento

Por Carolina Santos
Sede da Polícia Federal, em Curitiba | Paulo Lisboa / Brazil Photo Press/Folhapress Sede da Polícia Federal, em Curitiba | Paulo Lisboa | Brazil Photo Press/Folhapress

Os depoimentos da operação Lava Jato nesta sexta-feira devem ser prestados na sede da Justiça Federal no Paraná. Quatro investigados detidos na primeira fase da operação serão ouvidos. Entre eles, o doleiro Carlos Habib Chater.

Os quatro investigados foram citados como parte do esquema de corrupção da Petrobras na delação do doleiro Alberto Youssef. Ele firmou o acordo em que se compromete a detalhar o esquema e devolver o dinheiro desviado em troca de redução da pena, caso seja condenado.

Youssef participaria como ouvinte dos depoimentos desta sexta-feira. O advogado de defesa do doleiro, no entanto, pediu que ele não comparecesse para preservar seu estado de saúde.

No início desta semana, procuradores do Ministério Público Federal viajaram para a Suíça. Eles se reuniram com autoridades do país para agilizar a liberação de 26 milhões de dólares que foram encontrados em cinco contas do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. Os investigadores da Lava Jato também solicitaram cópias dos extratos das contas, para apurar quem pagava e quem recebia a propina.

Existe a possibilidade de os comprovantes revelarem novos envolvidos no esquema, por isso é provável que novos mandados de prisão e de busca e apreensão sejam cumpridos nos próximos dias.

De acordo com a Lava Jato, executivos de empreiteiras combinavam quais participariam das licitações da Petrobras e concorriam aos processos com os preços máximos permitidos. Em troca da garantia do contrato, eles pagavam propina a ex-diretores e agentes políticos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo