Anvisa suspende comercialização de produtos para tratamento dentário

Por Tercio Braga
Ao todo mais de 27 produtos odontológicos tiveram sua comercialização suspensa | Sion Touhig/Getty Images Ao todo mais de 27 produtos odontológicos tiveram sua comercialização suspensa | Sion Touhig/Getty Images

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu nesta terça-feira (25) a fabricação, distribuição, divulgação, comercialização e o uso de 17 produtos para saúde fabricados pela Inodon Laboratório Industrial de Produtos Odontológicos.

De acordo com a agência, em agosto deste ano, a empresa foi inspecionada e ficou comprovada a fabricação de produtos para a saúde sem registro. São eles: Aftagil, bicarnato de sódio, cimento cirúrgico, Dentobuff Kit, Desensibident, Eugenol, Fluorchel, Fluorday, Gel Flúor Inodon, Gengi-Rapid, Hemostatic, Iodoform, Líquido de Dakin, Pedra Pomes Ultra-fina, soda clorada, solução de Milton tricresolformalina e Xilol.

Segundo a Anvisa, estes dez produtos fabricados pela empresa Inodon Industrial Editora Exportação e Importação Produtos Odontológicos também foram suspensos: Cariostatic, Clarident, Clorexiplac, Edta, Eucaliptol, Fluorphat, Formocresol, Pasta Maisto, Tergensol e Verniz Copalex.

A agência suspendeu todos os produtos fabricados pela empresa N Francisco Emídio sujeitos à vigilância sanitária. A empresa, segundo a Anvisa, não possui autorização de funcionamento e os produtos não possuem registro, notificação ou cadastro.

Também foi determinada a suspensão do Lote 325728 do produto desinfetante para uso geral Azulim Perfumad Eucalipto, marca Start, fabricado pela empresa Lima & Pergher Indústria Comércio e Representações com validade até 16 de setembro de 2016. De acordo com o laudo da Fundação Ezequiel Dias, o lote do desinfetante apresentou resultado insatisfatório no ensaio de identificação de formaldeído.

Todas as suspensões foram publicadas na edição desta terça-feira (25) do Diário Oficial da União.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo