Corpo de Thomaz Bastos é velado na Assembleia, em São Paulo

Por Tercio Braga
Começa o velório de Bastos, que morreu por complicações pulmonares / Michelle Trombelli/BandNews FM Começa o velório de Bastos, que morreu por complicações pulmonares / Michelle Trombelli/BandNews FM

O velório do advogado e ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos é realizado na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). Bastos, que tinha 79 anos, morreu na manhã desta quinta-feira e seu corpo acabou de chegar à Alesp.

Por complicações pulmonares, o ex-ministro estava internado desde a última terça no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Bastos era conhecido como um dos advogados criminalistas mais importantes do país. Ele atuou como ministro da Justiça no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), entre os anos de 2003 e 2007.

Leia também
• Dilma Rousseff e Lula lamentam morte de Márcio Thomaz Bastos

Nesta manhã o ex-presidente emitiu nota de pesar pelo falecimento do ex-ministro. “Perdemos um amigo”, lamentou Lula. A amizade entre os dois era de longa data. Em 1990, após a eleição de Fernando Collor, o advogado integrou o governo paralelo instituído pelo PT e, em 1992, participou da redação da petição que resultou no impeachment do então presidente.

A presidente Dilma Rousseff (PT) também se manifestou sobre a morte do ex-ministro da Justiça. “O país perdeu um grande homem, o Direito brasileiro um renomado advogado e eu perdi um grande amigo”, disse.

Dilma vai viajar de Brasília para São Paulo para acompanhar as homenagens finais a Bastos.

Corpo do ex-ministro Thomaz Bastos chega à Alesp | Michelle Trombelli/BandNews FM Corpo do ex-ministro Thomaz Bastos chega à Alesp | Michelle Trombelli/BandNews FM
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo