STF concede progressão de regime e ex-ministro José Dirceu vai cumprir restante da pena em casa

Por Tercio Braga
Petista deixará a prisão na terça-feira | Sergio Lima/Folhapress Petista deixará a prisão na terça-feira | Sergio Lima/Folhapress

Apontado como mentor do mensalão, José Dirceu cumprirá o restante da pena em casa. O STF (Supremo Tribunal Federal) reconheceu nesta terça-feira o direito à progressão de pena do regime semiaberto para o aberto. O pedido foi acatado pelo ministro do STF Luís Roberto Barroso.

Ao progredir ao regime aberto, ele deveria passar as noites numa casa do albergado. Mas, como não existe este tipo de estabelecimento em Brasília, poderá cumprir o resto da pena em casa.

O ex-ministro foi condenado a 7 anos e 11 meses de prisão. Preso desde 15 de novembro, completaria um sexto da pena somente em março.  Dirceu, no entanto, conseguiu descontar ao todo 142 dias da sentença com leitura de livros e trabalho num escritório de advocacia, antecipando o benefício.

A audiência na VEP (Vara de Execuções Penais) está marcada para terça-feira.

Solto, Dirceu terá que ficar em casa das 21h às 5h, e integralmente nos finais de semana e feriados. E não poderá ter contato com os outros apenados.

Outros condenados no processo – entre eles o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares –  também já tinham obtido o benefício.

Loading...
Revisa el siguiente artículo