Em Minas, Dilma ataca FHC e Aécio critica Lula

Por Tercio Braga
Dilma fez caminhada pelas ruas de Uberaba | Ichiro Guerra /Imprensa Campanha PT || Aécio se encontrou com eleitores em Belo Horizonte | Bruno Magalhães/Imprensa Campanha PSDB Dilma fez caminhada pelas ruas de Uberaba | Ichiro Guerra /Imprensa Campanha PT || Aécio se encontrou com eleitores em Belo Horizonte | Bruno Magalhães/Imprensa Campanha PSDB

selo-eleicao-metro-eleicoes-2014-150Na reta final da campanha, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) foram nesta quarta a Minas Gerais. Durante eventos com aliados, os presidenciáveis aproveitaram para desferir ataques contra os ex-presidentes Lula e Fernando Henrique Cardoso.

Em Uberaba, no Triângulo mineiro, a petista voltou a criticar os resultados econômicos do período FHC (1994 a 2002), principalmente em relação ao desemprego.  “Em 2002, foram desempregados 11 milhões de brasileiros. Só ganhamos da Índia, que desempregou 41 milhões”, disse Dilma.

Ao lado do governador eleito de Minas Fernando Pimentel (PT), ela ainda afirmou que FHC não tomou as medidas necessárias para dar poder real de compra ao salário mínimo. “Nessa eleição está em jogo o salário mínimo. O candidato deles a ministro da Fazenda (Armínio Fraga) acha ele alto demais”.

Durante carreata, Dilma ainda pediu à população que a reeleja no domingo, o que permitirá a expansão dos programas sociais. “Não podemos voltar para trás.”

Durante caminhada em Belo Horizonte, Aécio  rebateu os ataques do ex-presidente Lula, que durante comício no Recife, na noite de anteontem, comparou os tucanos aos nazistas e a Herodes. “A verdade vencerá a mentira, as propostas vencerão os ataques. Lamento que um ex-presidente cumpra um papel tão inexpressivo como esse.”

O tucano ressaltou que Lula não disputa a eleição e que a melhor resposta a ser dada é ignorar os ataques do ex-presidente. “Essa campanha vai ficar marcada na história do Brasil como a campanha da infâmia por parte dos nossos adversários. Somos atacados  todos os por jornais apócrifos, que noticiam o fim dos programas sociais, caso saia vitorioso no domingo.”

Ao final do ato, o candidato do PSDB disse, em entrevista coletiva, que dará continuidade a todos os programa sociais do atual governo. “Nessa reta final, é hora de reiterar, aqui em minha terra, o compromisso de manter os programas sociais, fortalecer os bancos públicos e valorizar os servidores públicos.”

No sábado, véspera da eleição, Dilma e Aécio retornam a Minas. O tucano irá visitar o túmulo de seu avô, Tancredo Neves, em São João del-Rei. A petista participará de um ato em Belo Horizonte, que prevê uma carreata e uma caminhada pelo centro da cidade. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo