Defesa pede ao STF que ex-ministro José Dirceu cumpra pena em casa

Por Carolina Santos
Dirceu pede para seguir pena em casa | Joel Rodrigues/Folhapress Dirceu pede para seguir pena em casa | Joel Rodrigues/Folhapress

A defesa de José Dirceu protocolou no Supremo Tribunal Federal (STF) pedido para que ele cumpra o restante da pena em regime domiciliar. O ex-ministro da Casa Civil está preso desde o dia 15 de novembro do ano passado, acusado de ser o mentor do mensalão – esquema de pagamento de propina a parlamentares em troca de apoio ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Ainda faltam sete anos e 11 meses para o cumprimento total da pena. Em julho, José Dirceu teve autorização da Justiça para trabalhar durante o dia. Desde então o petista tem atuado no escritório do advogado Gerardo Grossi, em Brasília, e apenas dorme na cadeia.

Relator das execuções penais do processo do mensalão, Luís Roberto Barroso, é quem vai decidir se autoriza o benefício a José Dirceu.

Outros quatro políticos condenados no mensalão conseguiram progredir do regime semi-aberto para a prisão domiciliar: José Genoino (ex-presidente do PT), Delúbio Soares (ex-tesoureiro), Jacinto Lamas (ex-tesoureiro do extinto PL) e Bispo Rodrigues (ex-deputado federal). Todos eles ficaram menos de um ano na prisão.

Loading...
Revisa el siguiente artículo