Metade das rodovias do país tem problemas, diz CNT

Por lyafichmann

Metade das estradas do país tem problemas de pavimentação, 57,4% de sinalização e 7 em cada 10 possuem geometria inadequada, ou seja, falta de acostamento e curvas perigosas. Os dados são da pesquisa Rodovias 2014, divulgada nesta quinta-feira pela CNT (Confederação Nacional dos Transportes).

Em 98.475 quilômetros percorridos – equivalente a toda a malha viária federal e às principais vias estaduais – foram encontrados 289 pontos críticos como barreiras, pontes caídas, erosões e grandes buracos na pista.

Ao todo, 40% da pavimentação é considerada desgastada. Buracos, trincas, afundamentos e ondulações são recorrentes. Apenas 12% das estradas estão pavimentadas e 60% não têm acostamento.

Com as rodovias em bom estado, o Brasil economizaria R$ 1,7 bilhão em óleo diesel e 1,96 milhão de toneladas de gás carbônico emitidos na atmosfera, além de reduzir o número de acidentes. Para isso, a CNT calcula necessidade de investir R$ 293,88 bilhões em infraestrutura rodoviária.

As 10 melhores rodovias do país estão sob controle da iniciativas privada. O trecho São Paulo e Limeiras (SP) – SP-310/BR-364 é considerado o melhor do país.

Já as 10 piores são administradas pelo governo. O pior trecho vai de Natividade (TO) até Barreiras (BA).

20141017_DF02_rodovias

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo